segunda-feira, 5 de julho de 2010

PERDEMOS A COPA DO MUNDO. E DAÍ?

(Considerações - e até certo desabafo - de um brasileiro que ama o futebol, mas ama mais o Brasil)

O Brasil foi eliminado pela Holanda na Copa do Mundo de Futebol lá na África do Sul, belo país pelo que temos visto nas imagens e um povo bastante alegre, às vezes, alegres demais com aquelas vuvuzelas que certamente afetariam meu labirinto. Mas e daí?

Já estamos há 08 anos sem vencer uma copa do mundo. E daí? Isso também não importa porque já ficamos 24 anos sem sermos campeões. Até que em 1994 vencemos às duras penas lá nos USA nos pênaltis a nossa adversária, Itália. Depois fizemos a fatídica final contra a França em 1998, e a vitoriosa final na Ásia contra a Alemanha em 2002. Voltamos a cair em 2006 frente a mesma França que tem sido um carrasco do Brasil em Copas do Mundo e agora foi a vez da Holanda que já havia nos desclassificado em 1974 na Copa da Alemanha. Voltamos mais cedo para casa. Perdemos da Holanda. E daí?

Eu sou muito passional e fico muito agitado em partidas de futebol. Por isso resolvi lavar meu carro na hora do jogo. Simplesmente levei o carro para o quintal atrás da minha casa, me preparei e, durante os 90 minutos da partida fiquei ali lavando meu carro. Soube dos gols pelas manifestações. No final do jogo, com a derrota já sacramentada, me saí um morador de um prédio vizinho, na sacada de seu apartamento e grita a plenos pulmões. “Vamos trabalhar cambada. Vamos voltar pro trabalho”. Ri para valer, e muitos fizeram o mesmo pelo que pude ouvir. É isso mesmo. O Brasil perdeu, foi desclassificado, mas e daí? O mundo não acabou, oras bolas. O Brasil perdeu, mas e daí?

Não tenho me dado ao “luxo” de ouvir os comentaristas de futebol a respeito dessa desclassificação. Parece que o disco quebrou. É sempre o mesma lengalenga. Uns culpam o Dunga, outros alegam que havia jogadores que não tinham qualificações para estar no grupo. Os mais duros, como o Milton Neves, desandaram a falar do Felipe Melo. E assim por diante. Afinal de contas é comum numa hora como essa, procurarmos os culpados. Isso é natural, mas é preciso que haja equilíbrio. Não podemos evitar a avaliação porque ela, sendo feita com sobriedade e serenidade, pode nos ajudar a evitar cometermos os mesmos erros, mas é preciso que haja coerência e ponderação, o que me parece não é próprio de grande parte da mídia do futebol.

Há comentaristas e locutores que são mais torcedores do que qualquer outra coisa. O Galvão Bueno, por exemplo, com todo o respeito e admiração que lhe tenho, torce mais do que narra uma partida. E isso vai moldar, de certa maneira, o pensamento do brasileiro nesse campo esportivo. O Brasil foi desclassificado, mas e daí?

Futebol não tem lógica e cá entre nós se a lógica valesse, a Holanda tinha mesmo que vencer porque olhando do ponto de vista tático, ela é uma seleção mais bem assentada táticamente. Tem melhor equilíbrio em todos os seus setores. E devemos lembrar que em 1982 éramos mesmo muito melhores que a criticada Itália e perdemos por três gols a dois. Aquela lá doeu. Futebol não tem lógica. E o Brasil voltou para casa eliminado, mas e daí?

Futebol é só esporte e esporte é saúde e cultura. Talvez tenha doído mais para alguns do que para outros porque esse esporte que deveria ser entendido como cultura, saúde, evento para o congraçamento dos povos, virou uma grande oportunidade de se fazer muito dinheiro. A FIFA é uma das instituições mais ricas do mundo, mas e daí? No que é que isso consiste? Que benefícios isso tem trazido para aquelas nações onde há enormes bolsões de pobreza? Que benefícios isso tem trazido para aquelas nações onde não há educação de boa qualidade, a saúde está doente, a segurança está refém do crime organizado e a violência tem assumido uma multiformidade gigantesca? Isso lembra a você algum país em particular? Creio que sim e por isso eu repito a questão: O Brasil perdeu a Copa do Mundo, mas e daí?

Devo admitir que o bem humorado grito do meu vizinho tem tudo a ver: “Vamos trabalhar cambada. Vamos voltar pro trabalho”. Isso mesmo, vamos trabalhar! Vamos voltar para o nosso mundo onde temos que optar entre Marina, Dilma e José Serra.

Voltemos para o país que já se tornou um cassino a céu aberto, onde a hipocrisia é latente em todos os níveis, onde a religiosidade nos faz ter que encarar num sábado uma Marcha Para Jesus que é mais uma vitrine para o lustro do ego de alguns apóstolos do que Marcha para Cristo mesmo, e em outro sábado temos que engolir a Parada Gay num ato de afronta sem precedentes.

Voltemos para nosso país onde o aposentado é tratado como escória, coisa obsoleta, com exceção dos políticos aposentados.

Voltemos para o país onde a justiça é morosa e bastante condescendente.

Voltemos para o Brasil onde um jogador de futebol, sem nível de intelectualidade desenvolvido e que pouca contribuição traz à cultura do país, vale mais do que o professor, o médico e outros profissionais que se matam para sobreviver, o que é um paradoxo.

Vamos voltar para a realidade porque a Holanda, por exemplo, que nos desclassificou, nunca foi campeã mundial de futebol, e é um país com problemas geográficos e topográficos enormes se comparados ao Brasil, continua sendo um país rico de um povo extremamente educado. Vamos voltar para o trabalho porque perder para a Holanda não foi uma desonra.

Eu pergunto: perdemos a Copa do Mundo, mas e daí? Eu não vou chorar por isso porque afinal de contas o Felipe Melo e o Dunga que estão sendo crucificados, em meu entendimento errônea e cruelmente, vão voltar para suas vidas e terão que conviver com essa experiência que os marcou muito mais do que marcou a você e a mim. Mas eles estão muito bem do ponto de vista social e econômico se comparado à maioria dos brasileiros.

Por outro lado, muitos dos que se angustiaram e até choraram diante de um aparelho 14’ dentro do seu humilde casebre, tiveram que pegar o seu busum e voltar para o trampo porque afinal de contas é essa gente que movimenta esse país e é essa gente que, mesmo no anonimato, faz a grandeza do Brasil.

Vamos voltar para o trabalho cambada, sou assim para mim:

Vamos cair na real, pessoal. Vamos descer dessa aeronave chamada ilusão e pisar no chão da realidade.



quinta-feira, 1 de julho de 2010

COMO CHEGAR A DEUS

Não é verdade que todos os caminhos levam a Deus. É verdade que Deus é um só, mas é ilusão pensar que todos os caminhos levam até Ele. A religião tem sido uma estratégia humana na qual os homens têm buscado se aproximar de Deus e se relacionar com ele. A religião tem a pretensão de colocar o homem em contato com a divindade, seja ela qual for, de tal maneira que ele possa usufruir benesses como resultado desse relacionamento. Mas a religião tem falhado em promover a reaproximação e o relacionamento do homem com o Deus Criador.
Como chegar à Deus, como fazer contacto com Ele, e para usar uma linguagem da informática, como fazer conexão com Ele e nos relacionarmos com Deus? O homem tem esse anseio esse desejo, por mais que tente ocultar e viver auto - suficientemente.
Sabemos que Deus se revela de três maneiras, na natureza, aquilo que é chamada de Revelação Natural. Na Revelação Natural Deus revela sua existência. A outra forma na qual Deus se revela é na Bíblia, o que chamamos de Revelação Especial. Aqui, Deus se revela como Salvador e nos ensina a nos relacionarmos com Ele. É na Bíblia que aprendemos a respeito do Salvador Jesus, a Revelação Encarnada de Deus. E foi o próprio Jesus quem declarou de forma soberba: “..... Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6 RA).
A maioria das pessoas crê erroneamente, como dissemos acima, que todos os caminhos levam a Deus. Crêem assim, porque estão perdidas e como diz o ditado popular: “Para quem está perdido, qualquer caminho serve. Se quisermos nos aproximar de Deus, se quisermos nos relacionar com ele de forma que Ele nos aceite precisamos ouvir o que Jesus nos diz neste texto das Escrituras Sagradas. Com suas palavras aprendemos lições simples, mas ao mesmo tempo importantes demais para serem desprezadas. Com suas palavras aprendemos que:
1. O CAMINHO É JESUS.
Quem sai para uma viagem deve ter um mapa que o instrua a como chegar ao seu destino. Quem deseja chegar a Deus e se relacionar com Ele, o único caminho é Jesus. Se você quer Deus, o caminho é Jesus. Outras propostas e proponentes são atalhos que o afastarão de Deus eternamente. A Igreja não é o caminho, o escopo doutrinário presbiteriano não é o caminho; Jesus é o caminho que nos leva a Deus e nos coloca dentro de sua Igreja.
2. A VERDADE É JESUS.
Jesus é digno de todo crédito. Ele sempre falou a verdade. Ele é a verdade e nele você pode confiar. Isso implica em dizer que outras doutrinas, outras filosofias, não são verdadeiras.
3. A VIDA É JESUS.
Jesus é vida e vida em abundância porque ele, por sua vida e obra, veio com esse propósito que é reatar nosso relacionamento com Deus o Pai. Vida é comunhão com Deus e essa comunhão só é possível se crermos em Jesus como nosso Senhor e Salvador.
Estas são verdades simples nas quais precisamos crer e viver por elas. Jesus arrematou dizendo: “Ninguém vem ao Pai senão por mim”.
Devemos levar a sério estas palavras, não só pelo seu conteúdo, mas também, e mais importante ainda, por terem sido ditas por Jesus. No livro de Provérbios aprendemos que há caminhos que ao homem parecem ser bons, mas ao final, revelam-se caminhos de morte. Lá o autor refere-se a tudo na vida, ou seja, caminhos errados levam a destinos errados. Jesus é o caminho, a verdade e a vida, e sendo assim é para Ele que devemos sempre olhar se almejamos chegar a Deus e nos relacionarmos com Ele.

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS