sábado, 21 de maio de 2011

CONSIDERANDO O PL 122/2006 - E, SINCERAMENTE, ESPERO QUE BASTE!

Nos últimos dias não tenho feito quase outra coisa a não ser ler o que se tem escrito sobre o PL 122/2006. Tenho lido todas as versões. Tenho procurado me despir de meus pressupostos para ser o mais justo em minha análise e conclusões. Tenho procurado ver os lados que se opõem e tentado me vestir dos autores dos arrazoados para poder entender melhor cada um.

Como resultado dessa leitura e reflexão (cansativa, exaustiva) quero deixar claro aqui, alguns pontos e opiniões.

1) Não tenho medo de ser preso, pois não vou me calar. Paulo escreveu em um sentido amplo e que por isso inclui as circunstâncias vigentes: "...se com Ele (Cristo) sofrermos, também com Ele seremos glorificados". (Romanos 8.17.b) Podem cortar minha língua, mas não podem apagar minha consciência. Podem até me matar, mas não podem me roubar a glória que a vida eterna me reserva. No Sermão do Monte Jesus disse: "Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós". (Mateus 5.12) Aquilo que escrevo e aquilo que proclamo com meus lábios, são verdades eternas que nem o poder intimidador de um autoritarismo como o que se tenta implantar nesse país, pode sufocar.

2) Calar os profetas de Deus é o que satanás e seus seguidores pretendem. Sim, porque a verdade faz doer na alma de quem é apaixonado pela mentira. A luz ofusca as vistas de quem está acostumado e saciado pela negridão das trevas. A santidade anda na contramão das paixões deste mundo. Jesus disse, em Jerusalém: "Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados...". (Mateus 23.37) Por que seria diferente hoje? Se o mundo nos amar, há algo de errado no conteúdo de nossa proclamação. Se proclamamos a verdade, os adeptos e amantes da mentira irão nos atacar com toda força e ódio que lhes rouba a razão. Se esse PL 122/2006 for aprovado, continuarei a declarar que homossexualidade e homossexualismo é perversão. Podem tentar me acusar de insubordinado, mas é bom lembrar o que disseram os apóstolos: "...Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos (o Sinédrio, tribunal Judeu), antes a vós outros do que a Deus; pois não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos" (Atos4.20).

3) O que os homossexuais deste pais não estão percebendo é que estão sendo usados como pau de manobra. Vejam quem são aqueles que os defendem. Ora, veja o dossiê da maioria. Eles estão ávidos de se garantirem no poder. Sim! Esses "defensores" da homossexualidade e do homossexualismo não estão defendendo a cidadania, em absoluto. Como seria possível defender cidadania se atacam de forma violenta contra o livre pensar e a livre opinião? Que cidadania é essa que cala com a força das grades aquele que pensa diferente? Que cidadania é essa que tenta apagar da mente a consciência e as convicções religiosas. Nem o Império Romano cometeu tal tolice? E o que acabou com o Império Romano, já testemunha a história, não foi a religião, mas a podridão moral que reinava naqueles dias de escuridade. Para calar a voz profética da Igreja, os ávidos pelo poder a qualquer custo, levantam a bandeira cognominada PL 122/2006. Estão usando os homossexuais. Mais um ato vergonhoso, porque eu me lembro muito bem que na campanha para a Prefeitura do Município de São Paulo, os tais ávidos pelo poder levantaram a bandeira da desconfiança sobre a masculinidade de um dos seus adversários no pleito. Lembram-se? Ou é conveniente esquecer?

Será que não há outras bandeiras mais pertinentes e prioritárias a serem hasteadas sob o vento da justiça?

O PT foi alvejado (ou alvejou segundo alguns) com a morte de Celso Daniel, Prefeito da Cidade de Santo André em 2001. As investigações apontaram um menor como seu executor. Ora, um menor, leitores! Virou mania isso. Um menor matou o Prefeito e depois de dois anos de reclusão ele sai com ficha limpa, como se nada tivesse feito de danoso? Ora, não seria mais prioritário rever essa questão da imputação a determinados "menores"? Ah! Com dezesseis anos ele pode votar. E pode matar também?

Como é que anda a Saúde desse país? Vimos a vergonha de termos nosso rico dinheirinho retirado de nossa conta com o famigerado CPMF, e nada foi feito pela Saúde que anda como paciente terminal. Por que o PT, Partido dos Trabalhadores, não hasteia a bandeira de uma política de controle sobre os atravessadores da Saúde?

A Educação nesse país anda prá lá de ruim. Outro dia um louco entrou em uma escola na zona oeste do estado do Rio de Janeiro e matou doze estudantes, ferindo outros. Os professores da rede pública estadual recebem salários medíocres para terem que enfrentar traficantes dentro da própria sala de aula. Um estudante da USP, de 24 anos de idade foi morto no próprio Campus da Universidade, vítima de assalto. Então, temos professores agredidos violentamente, alunos mortos, e o PT fica hasteando uma bandeira açoitada pelo vento da estupidez e da truculência?

Os aposentados desse país não merecem mais respeito? Tanto os aposentados heteros quanto os aposentados homossexuais. Quer maior violência do que cobrar impostos dos aposentados? Será que não dá para justificar toda a mordomia de um Senador e de um Deputado Federal, fazendo com que eles sentem e elucubrem (trabalhem para valer) produzindo uma política mais justa para homens, mulheres e homossexuais que trabalham 30, 35, 40 anos e depois têm que viver do favor e da assistência dos filhos?

E a corrupção? Hora, queridos, essa coisa não merece leis mais justas? O que foi que aconteceu com aquele anão do orçamento que tripudiou toda a nação brasileira justificando sua fortuna (claramente originada de forma ilegal) dizendo que havia ganhado mais de 200 vezes na loteria? E alguns Senadores que viveram nos últimos três anos processos sérios e foram "absolvidos"? Ver essa questão da corrupção e dos corruptores não é mais prioritário nessa nação? Será que vamos ter congestão de com tanta pizza?

Não está na hora de produzirmos leis que sejam mais duras e intimidem os facínoras que matam com requintes de crueldade, sem uma ponta de remorso ou arrependimento? Será que não está na hora de estudamos o sistema prisional brasileiro e ver o que se pode fazer de real e concreto que realmente resocialize o preso? Será que não está na hora de estudarmos uma forma mais justa de distribuição de renda e riqueza ao invés de comprar os votos com o tal "bolsa família"?

Quanto a essa questão de prioridade se vê que pelo que citei acima, todas elas são mais importantes se comparadas com esse medíocre e infantil PL 122/2006 que só tem servido para dar visibilidade a um partido que perdeu muito nos últimos anos simplesmente porque tem demonstrado praticar na situação aquilo que tanto criticou quando era oposição. Antes os senhores do partido dos trabalhadores corriam pelos corredores do Senado e do Congresso Nacional procurando colher assinaturas para aberturas de CPIs....Agora ele correm de um lado para o outro no afã de impedir que as CPIs que apuram seus desmandos, aconteçam.

Vamos parar de engolir camelos e coar mosquitos, senhores! Vamos realmente olhar com seriedade para esse país e tratar de questões que realmente encaminhem esse país por uma estrada de verdadeira isonomia e não ficar tentando ganhar simpatia que lhes redundem em votos e conseqüentemente em poder.

4) Dirijo-me aos homossexuais. Não lhes tenho ódio. Nunca destratei sequer nenhum de vocês. Dentre minhas amizades tenho alguns homossexuais. Lembro-me de que quando trabalhava na Indústria Farmacêutica, vi que certo Pediatra não era visitado pelos propagandistas dos outros laboratórios. Tratava-se de um excelente profissional. Novo no setor, comecei a visitá-lo e nos tornamos amigos. Eu fui alvo de gozações e motejos (hoje chamariam de Bowling) só porque fazia a divulgação dos produtos do laboratório que representava, enquanto os outros diziam que não entravam na sala "daquele bicha". Eu lhes dizia que quando entrava ali, o meu relacionamento com aquele médico era de profissional para profissional, só isso. A opção sexual dele não me dizia respeito! E nem tampouco o que eu pensava a esse respeito era dito. Quando ele soube que eu era protestante conversamos a respeito desse assunto, sem nunca nos destratarmos. Ele sempre me respeitou e durante dois anos fomos dois bons amigos. Depois, por ter saído do setor, não o vi mais.

Vejo-os como me vejo também, ou seja, somos carentes de Deus e só em Deus podemos encontrar a felicidade e a paz que nosso coração tanto almeja. Sou totalmente contra todo ato de violência contra quem quer que seja. Tanto violência verbal, quanto física. Sou contra a violência da exclusão. Entretanto, é com base nessa consideração que digo a vocês: não se deixem usar. A mão que lhes é estendida prestativa hoje, pode se revelar cruel amanhã, já que a única verdade que ela sustenta é ser poder, custe o que custar.

Lembrem-se de que o verdadeiro amigo é aquele que nos diz a verdade, aquele que contesta nossas opiniões até com opiniões contrárias, desde que o faça com o devido respeito que qualquer pessoa merece receber.

Não posso, portanto, me calar.

O que vocês praticam, de acordo com aquilo que a Escritura descreve, é pecado e perversão (Romanos 1.18-32). Vocês mesmos estão convencidos disso. Não é preciso que os convençamos disso. Solidarizo-me com sua dor. Há outros textos também que tratam dessa questão.

Talvez você diga que não crê na Bíblia como Palavra de Deus. Respeito sua opinião, mas a minha opinião é contrária a sua. Por que você não a respeita? Eu posso crer diferente de você, mas isso não me dá o direito de agredi-lo. Todavia o PL 122/2006 é uma agressão a mim, e a todos que são a favor do livre pensar e do livre opinar, só porque não concordamos com a prática homossexual, só porque temos opinião diferente a esse respeito.

Entenda que essa opinião se baseia em primeira instância na Bíblia. Se formos entrar em questões de biologia, fisiologia, anatomia e psicologia, então veremos, se nosso compromisso for com a verdade e a justiça, que nessas ciências, a homossexualidade também não recebe aval dentre os profissionais sérios, porque temos que convir que em toda área há gente muito ruim e mal intencionada.

De tudo que li entendo que a Constituição e o Código Penal garantem a você homossexual, todo o direito de procurar a justiça quando for violentado em seus direitos. Você é um cidadão como qualquer outro cidadão. Ao cumprir seus deveres, você tem todo o direito de exigir respeito e que seus privilégios sejam garantidos.

Neste país precisamos estar atentos, pois ele é um celeiro de oportunidades, mas é também um arsenal de oportunistas.

Que Deus e sua lei inspirem os governantes e que estes possam legislar com suficiência e eficiência e não em prol de interesses próprios e eleitoreiros. Que suas decisões possam garantir a dignidade de todos e o bem estar geral.

Mauro Sergio Aiello

quarta-feira, 18 de maio de 2011

SE VOCÊ NÃO PERCEBEU....A PERSEGUIÇÃO JÁ COMEÇOU.

Já de algum tempo para cá tenho ouvido essa palavra (PERSEGUIÇÃO) nas discussões sobre a possibilidade da aprovação do PL 122/2006. Confesso que vivi três fases distintas a esse respeito. A primeira fase foi achar que se tratava de um exagero. A segunda fase foi pensar que havia uma certa razão para tal temor. A terceira fase foi constatar que o perigo é real e iminente.

Eu cometi o pecado da ingenuidade. Mesmo estando atento ao que o Partido dos Trabalhadores têm feito nesse país em termos políticos com resultados funestos, eu não imaginava o quão longe ele podia ir, não podia ver o seu ódio eivado e camuflado, contra os cristãos. Partido dos Trabalhadores e Cristianismo é o mesmo que Mundo e Igreja, ou seja, não somos apenas diferentes, nossas bases e pilastras ideológicas são opostas.

O Partido dos Trabalhadores ainda acredita nos ensinamentos marxistas de que é possível, à força, construir uma sociedade sem classes. O Cristianismo, também entende que seria extremamente útil existirmos em um mundo onde todos fossem tratados com equidade, mas crê que o caminho para a concretização desse sonho não é a força (revolução armada), mas sim a fé na pessoa daquele que sendo rico se fez pobre, Cristo Jesus.

O Partido dos Trabalhadores também tem sua Bíblia. O seu livro "santo" é "O Capital" e seu autor foi Karl Marx. O Cristianismo tem como único livro de fé, vida e prática, a Bíblia Sagrada. Para que possamos fazer uma opção equilibrada sobre um e outro livro é só fazermos uma análise da vida daqueles que estão no centro destes escritos: Cristo e Kal Marx. Ler o que Jesus ensinou e viveu, na Bíblia, e ler o que ensinou Marx no seu livro, mostrará claramente a índole de um e do outro.

O Cristianismo também critica a religião. O Cristianismo entende que o homem, por meio dela, se distancia, ao invés de se aproximar de Deus, simplesmente porque toda tentativa humana para essa aproximação é desprovida de qualquer legitimidade espiritual. Mas o Cristianismo não bate com mão de ferro contra outros credos. Se no século XIII as cruzadas revelaram essa tendência, é importante notar que as motivações desse movimento não eram fundamentadas na Bíblia Sagrada. Aquilo não era Cristianismo! Mas para Karl Marx “A religião é o suspiro da criatura oprimida, o coração de um mundo sem coração, assim como é o espírito de uma situação carente de espírito. É o ópio do povo.” (LESBAUPIN, Ivo. Marxismo e religião. In: Teixeira, F. (org.). Sociologia da religião. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003) Não podemos duvidar de que ao fazer tal crítica à religião, Marx mantinha sua mente concentrada no Cristianismo, mais do que em qualquer outro credo.O símbolo do Cristianismo é uma cruz vazia e o do Comunismo Marxista é a foice e o martelo, não porque retrata o trabalhador, mas porque aponta para a força como seu recurso de recrutamente e convencimento.

Portanto, nada mais coerente do que o PT perseguir o cristianismo. Eles se opõem, se colocam em campos opostos muitos sentidos. O PT tem projeto de poder, ainda que para isso seja necessário pegar em armas, enquanto o Cristianismo não tem tal pretenção e prega que todo poder, que há no cristão, é pela presença do Espírito Santo (Atos 1.8) e que esse poder tem um objetivo único e de implicações variadas que é, testemunhar de Jesus como Salvador e Senhor.

A Revolução Russa em 1917 começou assim como o PT começou aqui no Brasil, ou seja, pregando que o proletariado iria ser tratado com maior justiça. Sim, mas a história desse socialismo que falava da "criatura oprimida" se revelou opressora com o surgimento da "União Soviética". Foram décadas de atraso e estupidez, de dominação pela força, de vidas destruídas. O mundo se mostrou um pouco mais sóbrio quando o muro de Berlin foi derrubado e todos pudemos assistir pela televisão famílias se reencontrando, avós abraçando netos que não conheciam pessoalmente, simplesmente porque a idiotice ideológica não permitiu tal convivência. E a União Soviética voltou a ser Rússia, com todos seus problemas graves de ordem social e econômica, tendo que encarar as histórias horríveis de sua polícia secreta, a KGB, e tendo que encarar a verdade de que mesmo no seu período de "pureza econômica e alienação do capitalismo" havia corrupção em alta escala, coisa tão parecida com o capitalismo que tanto criticam.

Uma forma de calar a voz do cristianismo, portanto, é impor, à força, as idéias que nós os cristãos combatemos. O Cristianismo vê a família como a base da sociedade, como célula máter da sociedade, mas parace que o PT não pensa assim. Forçar a barra no STF para aprovar o reconhecimento da união homossexual (porque no fim foi isso mesmo que aconteceu, já que se podia legislar de outra maneira sem ter que passar por cima da Constituição), aprovar o Projeto de Lei 122/2006 "criminalizando" quem pensa diferente é um absurdo só compreendido existir em países totalitários e absolutistas. E vejam como uma coisa está ligada a outra: "A Constituição Federal estabelece, no art. 5º, como direito e garantia fundamental, que, primeiramente, “homens” e “mulheres” são iguais em direitos e obrigações, de modo que a Constituição não reconhece um terceiro gênero: o homossexual e, se assim o é, como um projeto de lei ordinária pode tentar estabelecer super-direitos e a impossibilidade absoluta de crítica a um grupo de pessoas que, enquanto homossexuais, nem reconhecidos são pela Constituição? Para a Magna Carta, queiram eles ou não, estes são homens ou mulheres. Esse foi e, continua sendo, o espírito do legislador constitucional e do poder constituinte originário que o fundamenta. Apesar de a Constituição dever ser interpretada como um texto aberto, há balizas interpretativas que são estabelecidas de modo fundacional e, portanto, não podem ser superadas sem a alteração do texto. (Uziel Santana, Advogado, Mestre em Direito – UFPE. Professor da UFS) - Extraído da Internet http://liberdadedeexpressao.multiply.com/journal/item/63.

Então o próximo passo depois daquele dado pelo STF, foi desenterrar, desarquivar o famigerado PL 122/2006. Sua origem é petista. Iara Bernardes trouxe à existência esse monstro em 2001 e a petista Marta o "ressuscita" nos dias atuais. E não duvidem que todo o PT está empenhado em aprovar tal lei porque com ela em voga, seremos colocados atrás das grades. Não iremos nos calar e continuaremos a dizer que a homossexualidade é pecado, perversão, ato aprendido e desenvolvido o qual pode ser evitado porque ninguém nasce homossexual. A biologia só reconhece os gens masculino e feminino.

Então serão presos aqueles que pensam e se pronunciam contrários à prática do homossexualismo. Serão presos todos aqueles que se expressam contrários à prática homossexual (sexo entre seres do mesmo gênero). Padres, Monges, Pastores deverão ser presos. A voz do cristianismo está sendo sufocada pela truculência do partido dos "trabalhadores".

Ao escrever aqui, faço esse alerta. Um dia agi com ingenuidade, mas hoje felizmente tenho a compreensão do que representa o PT, não apenas para a classe política nesse país, mas para todo o Brasil, inclusive para os trabalhadores que foram usados num projeto de promoção e ampliação desse monstro que nos ameaça à semelhança do dragão e da besta do livro de Apocalipse.

Salve, salve, meu Brasil.....
Meu Brasil, querido país pelo qual lutarei nos campos de batalha defendendo sua soberania e direito de existir livre....

Meu Brasil, país amado, escolhido por meu pai que deixou a Itália e fez de você o berço de sua eternidade....

Meu Brasil, pais lindo, onde vivo com a alegria e orgulho de dizer que sou brasileiro...

Meu Brasil, pais e território privilegiados por climas variados e solos férteis em toda sua extensão, sem tornados e furações.....

Meu Brasil, país continente, cheio de gente de várias etnias e religiões....

Meu Brasil, tão novo e tão imaturo, mas cheio de esperança de que podemos ser um lugar seguro....de paz e prosperidade.....

Meu Brasil. Ah! Meu Brasil.....não ande para trás, caminhe para frente, para a futuridade....

Caminhe com decência e leis justas que são as sementes da árvore da justiça de cujos galhos podemos colher os frutos e em cujas sombras podemos dormir e acordar sem medo de fantasmas (do autoritarismo, absolutismo, anarquia, ditadura) a nos assombrar.

Salve, salve Brasil, que em ti sejam dilatadas as fronteiras do amor que faz doer em mim aquilo que o outro sofre.

Salve, salve Brasil, que em ti estejam atentos todos para aquilo que é do outro e não propriamente seu.

Salve, salve Brasil, que em ti se viva a pureza da crença de que há um Deus e que por fim se creia que sua lei é mais justa, pois ela é divina e não pobremente humana.

Mauro Sergio Aiello
Feliz por ser brasileiro.

sábado, 14 de maio de 2011

MEU MANIFESTO DE REPÚDIO AO PL 122/2006

Sou heterossexual sim é daí?

Digo isso porque daqui a pouco vamos ter que justificar porque somos heterossexuais.

É mesmo um absurdo o que o STF fez à revelia do Congresso Nacional e do Senado. O Procurador Geral da União atropelou juntamente com o STF a Constituição. Passaram com um trator sobre a Carta Magna da Nação. Agora, passa uma boiada já que o ditado popular afirma: "Porteira que passa um boi, passa uma boiada". Senado e Congresso, assistem a tudo com leniência.

Nessa próxima quinta-feira, dia 12.05.2011, mais um golpe está sendo tramado.

A Sra Marta Suplicy (Que mulher ruim, senhores, que coisa terrível para a classe política dessa nação. Só um estado que elegeu Tiririca poderia ter eleito essa mulher como Senadora, mesmo) desencavou, desarquivou o famigerado PL 122/2006. Por mais que nós os evangélicos preguemos a não violência contra qualquer grupo (já que também somos vítimas), por mais que preguemos contra a discriminação e o preconceito (já que também somos vítimas inclusive aqui no Brasil, vide a história do protestantismo em terras tupiniquins), por mais que entendamos que cada um faz o que quiser com seu corpo, temos o inalienável, intransferível, pétreo direito de pensar diferente, opinar diferente e falar contra.

Vejamos a escalada da violência contra nós mesmos: Se eu disser no Púlpito que sou contra a prática homossexual por entendê-la pecado, perversão dos bons costumes, erro fisiológico e anatômico, patologia psicológica, serei preso. O que é isso se não violência. Não é violência contra o livre direito de pensar e se exprimir? E veja como esse país adora (cultua mesmo) a inversão de valores: pode-se falar do Presidente da República e dos Políticos em geral, mas não podemos falar nada contra o homossexual. Fala-se dos Pastores, Padres, Empresários, e por aí vai...mas dos homossexuais não se pode falar. Por quê? O que é que eles têm de tão especial? E não me venham falar em homoafetividade porque todos nós sabemos muito bem o que significa popularmente homossexualidade - É A PRÁTICA SEXUAL DE DOIS SERES DO MESMO SEXO, DO MESMO GÊNERO. Ou você vai ser tão ingênuo quanto o Ricardo Gondim que afirmou que nem toda homossexualidade é promíscua. Em que mundo ele vive?

Por que cargas d'água não podemos falar contra essa prática do sexo entre dois seres do mesmo gênero (homem com homem, mulher com mulher). Posso falar que a prostituição de mulheres é pecado, mas não posso falar que o homossexualismo é pecado?

Meu santo Deus, onde é que vamos parar? Que mundo estamos construíndo? O que as gerações futuras vão herdar?

Deus disse por boca do profeta Isaías: "Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade; põe o amargo por doce e o doce, por amargo. Ai dos que são sábios aos seus próprios olhos e prudentes em seu próprio conceito". Isaias 5.20,21. O homem entregue à sua própria sorte embrutece, se animaliza. O homem sem Deus, não é homem.

Espero que nossos Senadores entendam que as leis contra a violência, de qualquer monta, seja preconceito, discriminação, pauladas, chingamentos, ataques físicos, insultos, já estão previstas no Código Penal Brasileiro. Podemos procurar melhorar, mas o que querem na questão do PL 122/2006 é, simplesmente, piorar, retroceder. O que esse grupo quer mesmo é fazer descer guela abaixo algo que em mim vai causa náuseas e vômitos. O que esse grupo quer é que eu simplesmente diga que algo que é errado, é certo. Isso sim é violência!

  • Os homossexuais não são mais importantes que os negros deste país. Estes sim foram, e ainda são, de alguma maneira, discriminados e deixados à parte.
  • Os homossexuais não são mais importantes que os cadeirantes e que os aposentados desse país.
  • Os homossexuais não são mais importantes do que o contingente carcerário desse país que vive, na verdade, em condições subumanas em alguns presídios com sua superlotação.
  • Os homossexuais não são mais importantes que a Educação que tem recebido pouca atenção do Senado e do Congresso.
  • Os homossexuais não são mais importantes que a Saúde neste país que há muito anda enferma e cadavérica.
  • Os homossexuais não são mais importentes que as crianças que são abandonadas nas ruas e pelas quais não se faz nada nesse país.
  • Os homossexuais não são mais importantes do que o montão de Pastores, homens de Deus, chefes de família e cidadãos produtivos, que serão presos porque não irão se calar e irão continuar dizendo que, segundo as Escrituras Sagradas, a prática homossexual é pecado e perversão.
Qualquer ato de violência e vandalismo contra quem quer que seja já encontra leis na Constituição e no Código Penal e os seus perpetradores devem ser punidos exemplarmente.

E vamos ser sinceros e menos infantis. Tenho 56 anos de idade, nasci paulistano e conheço as ruas e avenidas dessa metrópole. Lembro-me da violência visual dos travestis na avenida Radial Leste, como há hoje em muito outros lugares.

O que é aquele "espetáculo de silicone" envolvido em minúsculos pedaços de panos?

O que é aquele espetáculo de homens vestidos de mulher com apenas roupas íntimas?

Lembro-me de assistir, (porque o trânsito parava) muitas brigas entre eles e as mulheres de programa que faziam seu ponto no mesmo lugar, bem perto do antigo Grupo Sérgio, um famoso rodízio de pizza naquela década de 80. Muitas mulheres iam parar no Hospital do Tatuapé porque enfrentar aqueles homens travestidos de mulher era covardia.

Assisti, pela televisão é óbvio, uma quantidade enorme de pancadaria entre os próprios gays na famigerada passeata gay. Se não me simpatizo com a Marcha Para Jesus, por razões teológicas e sociais, imagine você o que eu penso dessa marcha gay que acontece uma semana depois da Marcha Para Jesus.

Violências, senhores? Ora, sejamos sinceros! Quer maior violência do que as drogas que rolam nesses nichos? Ah! Os homossexuais não consomem droga? Sim, 0,00000001%. A maioria vive de balada em baladas, raves, droga de todo tipo (álcool à vontade). Onde você acha que esses homossexuais vão encontrar parceiros? Na Missa da ICAR, nos Cultos Evangélicos? Penso que não. Se você contesta isso me diga em que mundo você vive, porque no meu, que eu vejo pela janela do meu escritório, aquele que eu conheço de sobejo, isso é evidente.

Somos um país laico, mas somos um país onde o Direito deve garantir a humanidade de todos e não de qualquer grupo que grite, agite, faça passeatas, se mobilize. O Direito deve garantir o bem estar geral e não privilegiar esse ou aquele grupo, seja de opção sexual ou religiosa. Sou Protestante e penso que devemos pagar nossos impostos, as taxas, cumprir como nossos deveres de cidadãos. Só o cumprimento de nossos deveres permitirá que gozemos os nossos privilégios.

Os homossexuais têm que pagar impostos, taxas, trabalhar, produzir e fazer o que quiser na cama entre quatro paredes, mas não lancem no meu rosto a obrigatoriedade de que devo concordar com esse relacionamento. Se você que me lê é um homossexual, declaro que te respeito e te amo em Cristo. Eu não tenho outra opção se não amar você, mas isso não implica em aceitar que aquilo que você faz seja certo e padronizável. Como disse recentemente uma senhora contestando o radicalismo muçulmano: "Você tem o direito de crer em suas pedras, você só não pode atirá-las em mim".

Outro dia fui á uma Pizzaria com minha esposa, filho, nora e netinha. Logo de cara demos com duas mulheres abraçadas se acariciando como se fosse um casal, homem, mulher, macho e fêmea. Sentamo-nos na mesa bem ao lado delas. Ambas começaram a fazer gracinhas para minha netinha e nós as tratamos com respeito. Ora se o proprietário permitiu que elas entrassem, se sentassem e agissem daquela maneia, então quem seríamos nós para nos incomodarmos. Por outro lado, os incomadados que se mudem. Assim ficamos, comemos, conversamos. Elas, depois de mais ou menos uma hora de abraços e carinhos, se levantaram, pagaram a conta e foram embora. Eu achei aquilo ridículo, deplorável, mas não as maltratei e nem fui violento com elas.

Os homossexuais, assim com heterossexuais, corintianos e palmeirenses, brancos e pretos, ricos e pobres, bonitos e feios (isso é subjetivo), grandes ou pequenos, paulistas ou cariocas, e etc.... todos são protegidos por lei contra qualquer ato de violência. Que cumpram seus deveres como cidadãos e vivam de forma honesta em conformidade com a lei. Ela os protegerá. Não é preciso que criemos leis para privilegiar qualquer grupo, quer seja minoritário ou majoritário. Não é o tamanho do grupo que deve determinar a criação de leis, mas sua justeza e necessidade real.

Sei que sou pouco lido, mas deixo isso escrito aqui como um manifesto de alerta a todos que me lêem, pois quem nos julgará é o futuro e não o presente.

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS