quinta-feira, 22 de março de 2012

O COWBOY & O XERIFE.

 O COWBOY & O XERIFE.

A rede Record de televisão veiculou uma reportagem denunciatória contra o sr. Valdemiro Santiago, líder da igreja mundial do reino de deus (não do Deus da Bíblia com a mais absoluta certeza). A resposta que foi dada à reportagem, pelo tal apóstolo, foi tão terrível quanto a denúncia. É um mar de lama. Fiquei estupefato e atônito ao ver as pessoas se debulhando em lágrimas por conta das palavras que o tal apóstolo usava (mesmo contra as evidências irrefutáveis apresentadas pela reportagem). Questionei: “Senhor até quando essas pessoas irão acreditar nesse tipo de “profeta”, nesse tipo de gente que mercadeja a palavra, gente que engana e ludibria as pessoas?”.

Outra questão importante é que se trata do roto falando do amassado. Ora; mas quem é Edir Macedo para falar desse tal do Valdemiro Santiago? E a resposta é óbvia, ou seja, esse tal desse bispo não pode falar daquele tal apóstolo. Ambos são farinha do mesmo saco. É bom mesmo que se alguém ainda não sabe, saiba que Valdemiro foi obreiro na IURD. A história de seu desligamento da tal organização (não a chamo de igreja) é cheia de detalhes terríveis. Mas o sr. bispo é aquele do vídeo no qual, em um churrasco de obreiros, instruindo-os nas técnicas para arrancar dinheiro dos fiéis (e põe fiel nisso), disse: - É isso mesmo. É dá ou desce. Que coisa terrível! Esse tal bispo e o tal apóstolo estão só disputando o “mercado” dos tolos, dos incautos, dos crédulos, dos que de tão necessitados, perderam a razoabilidade.

Eu posso imaginar que os outros mercadores da palavra (e tanto a televisão quanto o rádio, estão repletos dos tais) devem estar como o urubu faz com a carniça, esperando para ver se sobra algumas ovelhinhas que desencantadas com o bispo e com o tal apóstolo, optem por ir atrás de suas conversinhas e ladainhas.

E então ao ver o mar de lama como um tsunami eu ouço a voz de Jesus quando disse: “..É inevitável que venham os escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm! Melhor fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e fosse atirado no mar, do que fazer tropeçar a um destes pequeninos” (Lucas 17.1).

Falta a essa gente juízo, raciocínio. Tanto o juízo quanto o raciocínio, foram destruídos pelo amor ao dinheiro, como escreveu bem Paulo lá no longínquo primeiro século da era cristã: “De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido ao mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”. (I Timóteo 6.6-10)

Esses homens enriqueceram, construíram impérios. Nenhum deles vive a vida simples que Jesus tanto preconizou ao dizer a um pretendente a discípulo. “Vendo Jesus muita gente ao seu redor, ordenou que passassem para a outra margem. Então, aproximando-se dele um escriba, disse-lhe: Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça”. (Mateus 8.18-20).

Jesus evitou as multidões. Essa gente quer estar em meio à multidão. As emoções são muito mais fáceis de serem provocadas e manipuladas nas multidões. As multidões são geradoras de fenômenos psicológicos que rapidamente são atribuídos à divindade por estes falsos mestres. Eu ainda posso me recordar com dor e tristeza a grande banalidade do tal dos dentes de ouro. Quantos não brigaram, ofenderam aqueles que não acreditaram que aquelas obturações que mudaram de coloração eram nada mais nada menos do que mutações moleculares e nada tinha a ver com milagre. Eu mesmo quase fui linchado quando respondi que não acreditava que Deus operava dessa forma. Hoje, muitos dos que me atacaram, quando me encontram, baixam os olhos. Eles sabem muito bem o que fizeram comigo e com o Deus a quem sirvo.

Jesus evitou as multidões e quando uma em particular insistiu em ficar em sua presença, mesmo não tendo o que comer, Jesus, diferente dos insensíveis discípulos, alimentou cada um daqueles homens, mulheres e crianças. Essa gente quer tirar da multidão espoliando, cada um, com seus discursos ufanistas. Bem disse Paulo: “...haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas”. (II Tim. 4.3,4).

Preparam-se para mais lama. E ela está na televisão e na internet. Se você clicar no Youtube o nome de alguns desses tele-evangelistas, você os verá acusando, se defendendo ou vendendo seus produtos para poderem se manter na mídia televisiva. É claro que ela é lucrativa! Aquilo que Roberto Marinho descobriu há décadas atrás e explorou como ninguém nesse país, os tais bispos e apóstolos já sabem e vão no rabo do cometa. E assim como Roberto Marinho enriqueceu, colocou no poder político da nação alguns e os tirou também, essa gente igualmente vai laborar nesse sentido. Eles já enriqueceram aplicando um estelionato religioso já que a hermenêutica bíblica deles é tão pobre quanto a intelectualidade que é quase nula. Há alguns deles que não seriam aprovados em exames psicotécnicos simples, com a mais absoluta certeza.

Vivemos dias terríveis. O evangelho tem sido escarnecido por muitos e muitos têm se escandalizado ao olharem para esses pseudos-evangélicos. Eles não são evangélicos porque o evangelho que pregam não é bíblico, não são as boas novas de salvação, mas sim outro evangelho. Eles pregam um evangelho que mais cega e emburrece, que mais aliena do que esclarece que mais ludibria e empobrece.

São cegos guiando cegos e todos nós sabemos que isso acaba em dor e tragédia.

2 comentários:

  1. Pastor, gostei muito do que você escreveu!
    Paula

    ResponderExcluir
  2. Estes "apóstolos" e bispos se esquecem do que disse o Senhor em Jeremias 23,1-4: [...] Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto! [...] Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e delas não cuidastes; mas eu cuidarei em vos castigar a maldade das vossas ações, diz o Senhor.

    Abraço,

    Sôza.

    ResponderExcluir

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS