quarta-feira, 17 de outubro de 2012

DO POÇO PARA AS ALTURAS.


NO FUNDO DO POÇO.

É certo que cada um de nós vive tentando contornar montanhas ao invés de escalá-las. Quando digo isso estou me referindo aos problemas dessa vida aqui. Vivemos tentando, a todo custo, evitar os problemas, mas a verdade é que eles se aproximam e nos perturbam. Há momentos em que parece que estamos no fundo do poço, no meio da escuridão, e que, por mais que tentemos, por nossos próprios meios, não conseguimos chegar no topo, não conseguimos deixar a escuridão e sair para a claridade.

Na casa em que eu morava, em minha infância e parte de minha adolescência, havia um poço de água com 15 metros de profundidade. Houve um ano em que não choveu por vários meses, e era maravilhoso ver que aquele poço da família de crentes supriu de água a maioria das casas em sua proximidade.

Isaque abriu poços, mas os vizinhos invejosos os entulharam. Tornou Isaque a abrir poços, mas os invejosos contenderam com ele. Deixando os poços, abriu outros. Sua disposição para evitar o confronto é notável. Até que definitivamente seus servos lhe deram a boa notícia de que haviam aberto mais um poço.

José do Egito foi deixado em um poço até ser vendido a uma caravana de midianitas que se dirigia para o Egito. Na verdade seus irmãos queriam matá-lo, por pura inveja, mas Ruben, o mais velho, mais ajuizado, influenciou-os a não fazerem isso e a solução foi vender José.

Nos casos dos poços citados eles representam vida. Para aqueles nossos vizinhos, para a família de Isaque e para José do Egito, poços representaram a continuidade da vida, a sobrevivência.

Nem sempre a experiência espiritual que nos faz sentir como se estivéssemos no fundo do poço é tão ruim assim. Alguém já disse com muita sobriedade que quando estamos dentro do poço nossa única saída é olhar para cima para pedirmos socorro. A questão toda é que olhar para cima significa que devemos olhar para Deus e não para baixo ou para os lados. E olhar para Deus implica em muito mais do que podemos imaginar.

Olhar para cima, quando estamos dentro do poço, significa uma atitude de profunda humilhação. Sim, humilhação, porque isso implica em que deixamos de crer nos nossos próprios recursos. Crer em nossos recursos quando estamos dentro do poço é o mesmo que cavar mais para baixo, fazendo o poço ser mais profundo ainda.

Olhar para cima, quando estamos dentro do poço significa que estamos dispostos a ouvir a voz de Deus e obedecer. Ora se estivermos dentro de um poço e alguém surgir ordenando que seguremos na corda que nos é lançada e deixarmos de fazer isso só porque não confiamos que a pessoa que nos jogou a corda irá nos içar até o alto, é tolice. Olhar para Deus implica em ouvir suas ordens, seus imperativos, e nos agarrarmos a eles. De que adianta olharmos para cima, se não acreditarmos que de cima vem o socorro?

Jonas, o profeta desobediente, viveu a experiência abismal. Desceu para o porto de Jope, dali para o navio, no navio foi para o porão e do porão, foi jogado no mar, dali foi parar no estômago de um animal marinho e desceu às profundezas do oceano. Foi lá, no fundo do “poço” existencial que ele “olhou” para cima e orou e Deus agiu, fazendo-o ir parar na praia para cumprir sua missão.

Se você está no fundo do poço, busque a Deus humildemente. Ouça a voz de Deus em sua Palavra. Não permita que a ira te domine e te embruteça. Não creia em seus próprios recursos, pois nosso coração é enganoso e desesperadamente corrupto.

Quando a emoção grita,
a razão não pode ser ouvida.


Desse poço em que estás não sairás sem que Deus te estenda a mão e te guie até o alto. Tentar chegar no alto, por nossos próprios recursos, implicará em quedas e quiçá em morte eterna, pura e simplesmente porque a obstinação humana não pode ser comparada à fé genuína que nos faz crer nas forças dos braços do Deus Eterno e bom que nos estende a mão e nos conduz até às alturas.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS