quarta-feira, 28 de novembro de 2012

NATAL: É O ANIVERSÁRIO DE JESUS


E o manto escuro da noite desceu sobre a terra cobrindo a Palestina.  O frio fazia com que as pessoas se recolhessem em suas casas. O som silencioso da noite foi quebrado pela fala dos anjos. Era o anúncio de que o Salvador havia nascido. Magos vindos de longe sabiam, mais que o próprio Herodes, o “rei dos judeus” a respeito do Messias, o verdadeiro Rei, e o adoraram como tal.

Uma estrebaria acolheu o casal José e Maria. Não havia outro lugar para eles. Um berço improvisado, uma manjedoura humilde foi ali colocada. Então a luz da estrela se destacou no céu e naquele berço! O brilho do céu e da manjedoura iluminou os corações dos magos, dos pastores, o meu o teu e de todo o que crê.

Nasceu o Salvador, nasceu Jesus, o sonho se tornou realidade! Cumpriu-se o que dissera Deus no Éden: A semente da mulher feriria a cabeça da serpente. Cumpriram-se as profecias sobre a vinda do Messias. Enquanto o céu vibrava com o advento do Messias, as potestades e o próprio inferno silenciavam. Eis que o próprio Deus vestido da pela humana habita entre suas criaturas, em meio à sua criação. Ele veio para reconciliar o homem com Deus.

Como seria possível alguém criar uma história tão linda quanto essa? Seria o homem tão pródigo em produzir algo tão extraordinário? Seria ele tão nobre em escrever algo tão cheio de sentido e de nexo? Nada há que se compare na literatura mundial, tão repleta de tão lindos relatos mitológicos, lendários, ou reais, com a historia do nascimento de Jesus, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. É uma linda história que vem de encontro ao anseio da alma humana, ainda para aqueles que a julgam destituída de sentido.

O terrível episódio do pecado da desobediência dos primeiros pais encontra na história do natal de Jesus, uma resposta Divina apropriada. O primeiro Adão criado perfeito, em um mundo perfeito, e que vivia em um Jardim onde todas suas necessidades eram mitigadas, foi tentado e desprezando a Palavra que Deus dissera, desobedeceu porque deu crédito à palavra do Diabo. O segundo Adão nasceu no seio de uma humilde família, em uma nação subjugada e humilhada, em um mundo cheio de imperfeições, estava em um deserto, com fome, foi tentado não por uma serpente, mas pelo próprio Diabo em pessoa, mas venceu porque, mesmo como homem, preferiu dar crédito à Palavra de Deus e não ao que disse Satanás.

Não entendo porque alguns ainda insistem em que não devemos comemorar tão notável e Divino feito. Eu bem sei que Jesus não nasceu no dia 25 de Dezembro, mas como ninguém sabe ao certo o dia, por que é que deveríamos deixar de comemorar tão grande e relevante evento. Não falo dos exageros comerciais, nem das bebedices e glutonarias. Refiro-me às Oratórias, Cantatas, Encenações, Poesias, famílias reunidas em torno da mesa, presentes sendo dados e recebidos, das luzes que mui apropriadamente iluminam as casas, das decorações que lembram que o Salvador veio ao mundo. É como se eu desse um upgrade em minha espiritualidade. Se eu comemoro a data do meu natalício, porque deveria deixar de comemorar com gala, pompa e circunstância o nascimento do meu Salvador, Senhor e Rei?

Aqueles que sabem o quão relevante é essa história, celebram o Natal mesmo morando em uma humilde casa, ou em uma mansão,  porque a maior de todas as riquezas não está dentro das casas, nem dentro dos grandes condomínios, nem do morro ou favela, mas sim no coração. Jesus mora dentro do coração de qualquer pessoa, de qualquer classe social, de qualquer nível intelectual. Jesus nivela os corações, abatendo o orgulhoso e erguendo o humilde fazendo de ambos filhos do Altíssimo Deus.

Ah! Se eu pudesse voltar no túnel do tempo e escolher meu novo personagem eu queria ser um daqueles pastores que viviam no campo e a quem o anjo do Senhor desceu e disse: “Não temais; eis que vos trago boas-novas de grande alegria, que o será para todo o povo; é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo o Senhor”. Lucas 2.10-11

Impossível tal incursão no tempo. Não posso ir até lá, mas posso e devo me alegrar e festejar “porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do Senhor dos Exércitos fará isto”. Isaías 9.6,7

Feliz Natal a todos os que me seguem nesse meu Blog, a todos os que me leêm com paciência e carinho.!
Mauro Sergio Aiello



Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS