domingo, 20 de abril de 2014

ELE NÃO ESTÁ AQUI - RESSUSCITOU

A RESSURREIÇÃO DE JESUS 
A COROA DO CRISTIANISMO

1 Coríntios 15

Introdução:

Todas as doutrinas do cristianismo são importantes, mas a doutrina da ressurreição de Jesus é a coroa de toda proclamação do Evangelho. “Nosso evangelho não termina num cadáver, mas num conquistador; não numa tumba, mas numa vitória (sobre a morte)”. Stanley Jones.

Alguém já disse que tirar a doutrina da ressurreição de Cristo seria o mesmo que tirar as pilastras de sustentação de um edifício e que isso iria fazer o edifício desmoronar, ir ao chão.

No livro de Atos dos Apóstolos, que relata os primórdios e os avanços do Cristianismo, encontramos os primeiros sermões de Pedro e de Paulo a respeito da pessoa de Jesus e nesses depoimentos eles destacavam esse maravilhoso milagre da ressurreição.

Durante todos esses séculos de cristianismo muitos têm tentado lançar a doutrina da literalidade da ressurreição de Cristo em descrédito.

·     A TEORIA DO TÚMULO ERRADO.  Essa teoria ensina que as mulheres quando foram ao túmulo de Jesus erraram e acabaram por encontrar outro túmulo vazio, mas um erro desse teria logo sido corrigido.

·    A TEORIA DO ROUBO DO CORPO DE JESUS. Essa teoria ensina que os discípulos roubaram o corpo e inventaram que Jesus havia ressuscitado, mas com a mais absoluta certeza essa fraude teria sido investigada e descoberta principalmente pelas autoridades religiosas do judaísmo em Jerusalém.

·     A TEORIA DO DESMAIO. Essa teoria ensina que Jesus não teria de fato morrido, mas apenas sofrido um desmaio e que, depois de sepultado ele acordou e mesmo ferido conseguiu remover a pedra que pesava aproximadamente 300 quilos, ludibriados os guardas e fugido para a Índia onde iniciou uma nova seita com outros discípulos.

Outras teorias, tentando lançar em descrédito a verdade da ressurreição de Jesus foram criadas logo nos primórdios do cristianismo.

Paulo escreveu esse capítulo na primeira carta aos coríntios porque naquela Igreja Cristã a doutrina da ressurreição já enfrentava dificuldades para se impor.

Havia alguns na igreja de Corinto que afirmavam não haver ressurreição de mortos, e por implicação, negavam a ressurreição de Cristo, 15.12. (..como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição?).

Este falso ensino já estava contaminando alguns da Igreja, 15.33. (...as más conversações corrompem os bons costumes).

Paulo os considera como estando em pecado por não terem o verdadeiro conhecimento de Deus, 15.34.

Vejamos como o apóstolo Paulo trata dessa questão da ressurreição nesses 58 capítulos da primeira carta aos coríntios.
                                                                I
Paulo apresenta o Evangelho total e integral:  (15.1-4)
1.           O Testemunho da Igreja Primitiva (15.1,2)
2.         O Testemunho das Escrituras (15.3,4)
       Jesus morreu.
            
              Jesus foi sepultado.                                              Segundo as Escrituras.
              Jesus ressuscitou ao terceiro dia.
 II
Paulo apresenta as testemunhas oculares da ressurreição de Jesus e defende seu apostolado. (15.5-12)
O Testemunho de testemunhas oculares.
1.           Apareceu a Cefas. (Pedro) (15.5)
2.         Foi visto pelos doze. (15.5)
3.    Apareceu a mais de quinhentos irmãos. (Alguns já morreram, mas outros ainda estavam vivos  quando Paulo escrevia essa carta aos coríntios). (15.6)
4.         Foi visto por Tiago. (15.7)
5.        Foi visto novamente por todos os apóstolos. (15.7)
6.        Foi finalmente visto por Paulo. (15.8)
7.         Paulo apresenta sua defesa em favor do seu apostolado (15.9-12)

III
Paulo apresenta os resultados terríveis sobre não haver ressurreição. (15.13-19)
Se Cristo não ressuscitou. (15.13)....
1.           É vã a pregação dos apóstolos e de todos os cristãos. (15.14)
2.         É vã a fé dos que creram na pregação. (15.14)
3.        Aqueles que pregavam que Jesus havia ressuscitado eram falsas testemunhas. (15.15)
4.         Os pecadores não têm os pecados perdoados. (15.17)
5.        Os que morreram crendo na ressurreição pereceram. (15.18)
6.        Os cristãos são os mais infelizes de todos os homens. (15.19)

IV
Paulo apresenta a defesa  e os resultados da ressurreição de Jesus. (15.20-34)
1.           De fato Cristo ressuscitou. A ressurreição de Jesus é um fato.
2.         Jesus é o primeiro dentre aqueles que morrem e serão ressuscitados.
3.       Jesus morreu e ressuscitou como o segundo Adão, mas sem ter pecado como o fez o primeiro.  Temos aqui (Vers. 21,22) as Doutrinas da Criação (Paulo cria na historicidade de Adão,) da  Encarnação (Jesus foi homem como Adão – sem ter pecado), e da Volta de Jesus (Paulo fala do  fim – Jesus reina, irá destruir todo principado, potestade e poder, subjugará todas as coisas –  com exceção da Pessoa do Pai – dará seu golpe derradeiro sobre o pior inimigo do homem (a  morte) e então entregará tudo a Deus Pai se sujeitando humildemente também a Ele.
4.         Se os mortos não ressuscitam porque as pessoas se batizam?
5.        Se os mortos não ressuscitam porque os cristãos suportam até a própria morte?
6.         Más conversações (companhias) corrompem os bons costumes.
7.     Pecam, terrivelmente, aqueles que abandonam a fé na historicidade literal da ressurreição de Cristo porque revelam não ter o conhecimento de Deus.

V
Paulo responde algumas questões importantes sobre a ressurreição. (15.35-49)
Aqueles que se opunham à Doutrina da Ressurreição, dentre outras questões questionavam nos seguintes termos: “Se é verdade que os mortos ressuscitam, em que corpo vêm os ressuscitados”.

Paulo chama esses que fazem tal questionamento de insensatos e passa a dar uma explicação sobre o corpo ressurreto fazendo uma analogia entre a semente que é semeada e o corpo que é sepultado.

1.           Paulo diz que somos semeados e corrompidos e ressuscitamos incorruptíveis.
2.         Somos semeados em desonra e ressuscitaremos em glória.
3.        Somos semeados em fraqueza, ressuscitamos em poder.
4.         Somos semeados corpo natural e ressuscitaremos corpo espiritual.
5.        Somos semeados corpo da terra, ressuscitaremos corpo do céu.

VI
Paulo fala sobre o que irá acontecer com os vivos na volta de Jesus. (15.50-57)
1.           Paulo diz que os que estiverem vivos serão transformados sem passarem pela morte.
2.         Paulo diz que isso é um mistério. Acontecerá num piscar de olhos.
3.     Essa transformação é necessária para que possamos viver no Novo Céu e na Nova Terra onde iremos viver eternamente.

VII
Paulo apresenta o resultado da nossa aceitação dessa doutrina da ressurreição. (15.58)
1.           Devemos ser firmes (não titubeantes).
2.        Devemos ser inabaláveis. Não podemos nos deixar abalar por ataques que são desferidos contra o  Evangelho.
3.        Devemos ser abundantes (frutíferos e não estéreis).

Lições Práticas Sobre a Ressurreição de Jesus.
Por que Jesus ressuscitou?

1.           Porque Ele não pecou e a morte que morreu não lhe pertencia.
2.      Porque se Jesus não tivesse ressuscitado isso significaria que ele havia falhado em sua missão, que ele havia pecado, já que o salário do pecado é a morte.
3.     Porque Deus, ao olhar a obra do seu filho se deu por satisfeito. De fato, quando Jesus disse no Calvário – Está Consumado (sexta palavra da Cruz)– Ele disse com propriedade, ou seja, a obra redentora estava completa.
4.       Porque Ele se constituiu em o primeiro dentre uma multidão daqueles que, à sua semelhança, irão ressuscitar.
5.     Porque na morte de Cristo temos o golpe da serpente na semente da mulher, mas é exatamente na ressurreição de Cristo que a semente da mulher pisa a cabeça da serpente.
6.   Porque a vitória sobre a morte não é que entramos no céu depois de nossa morte, mas sim a ressurreição com um corpo com propriedades especiais para podermos habitar no novo céu e na nova terra.

Conclusão: Jesus ressuscitou. Por isso Ele pode dizer, eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS