segunda-feira, 5 de maio de 2014

PARTIRAM NO ALVORECER DA VIDA


Tenho convivido com a experiência dolorosa da morte. Quero falar sobre alguns dos meus amigos que partiram na flor da idade.

O primeiro de que me lembro, e cuja morte bateu forte, foi a do Paulo. Jogávamos bola juntos e nos dávamos muito bem. Morreu atropelado por um caminhão.

Depois foi a morte de outro grande amigo de bola, um craque. Não me lembro agora, enquanto escrevo, o seu nome, mas tenho vivo na memória nossas caminhadas pelas ruas do Jardim Popular e a bola que batíamos juntos nos campinhos de futebol de várzea tão comuns naqueles dias. Ele morreu afogado em uma das lagoas que agora fazem parte do Parque da Zona Leste.

Perdi, também, um amigo de futebol e estripulias. Ele morreu vitimado pela Leucemia. Lembro-me de visita-lo e de sair de sua casa com meu coração partido ao vê-lo gemer de dor e do seu olhar pedindo socorro e eu não podendo fazer absolutamente nada. Partiu cedo, se levarmos em conta a média de vida do brasileiro.

A morte se aproximou novamente levando Jayrinho (Jayro Trench Gonçalves). Ah! Quantas lágrimas naquela madrugada do dia 15 de Abril de 1981. Passei a noite toda ouvindo as músicas do Quarteto The Imperials, um presente com o qual Jayrinho me presenteou. Pelo que me lembro ele tinha apenas 38 anos de idade. Um multimúsico, com um ouvido e voz afinadíssimos. Um cara anacrônico. Ele vivia, musicalmente falando, muito à frente dos seus dias. Um desbravador, um pioneiro. Quantas saudades de você meu querido! Quanta dor ainda sinto ao me lembrar de você.

Depois foi o Sergio Pimenta, mais precisamente no dia 12 de Agosto de 1987. Jovem, partiu com apenas 33 anos de idade, vitimado por um câncer. Não era amigo íntimo de Sergio Pimenta. Encontramo-nos por algumas vezes em lançamentos de discos e eventos musicais. Cara afinadíssimo, excelente violonista. Uma simpatia de pessoa. Sujeito simples.  Marcou uma geração toda com seu jeito jazzifico e bossa nova de fazer música cristã.

Outros amigos partiram na flor da idade: Pr. Sinval Carvalho Luz, (acidente automobilístico) Pr. Jorge Redher (08.11.2009), (câncer) Presb. Wanderley Gonçalves de Oliveira (02/10/1997), Pr. Roberto de Toledo Navarro e sua esposa, Josinete além da Nádia filha do casal (28.01.2003), (acidente automobilístico), Presb. Wellington de Oliveira Ramos (18.04.2014) (Câncer), Pr. Luiz Matos (câncer), Pr. Paulo Cesar da Silva, Pr. Carlos Alberto Chaves Fernandes (câncer).  

Todos jovens, muito jovens. Partiram no alvorecer da vida. Levaram consigo seus sonhos, seus projetos pessoais, suas dores, suas esperanças, suas canções, seus amores, seus segredos e lamentos, suas palavras ditas em tempo e fora de tempo, suas manias e costumes. Partiram, mas deixaram lembranças, doces e saudosas lembranças.

Aqui estou eu e me ponho a recordar dessa gente especial. Talvez você pense que eu estou doente e com algum problema mental. Eu não sei se você tem razão ou não. Eu sei o que sinto......e sinto um vazio terrível dentro de mim ao lembrar dessa gente. Eu sinto que o mundo empobreceu ao perder gente assim porque não vejo surgir talentos iguais a estes. Eu sinto saudades e dor e ao mesmo tempo uma enorme vontade de gritar bem alto – OBRIGADO SENHOR. EU AINDA CONTINUO POR AQUI.

Eu não sou, em absoluto, melhor do que a maioria desses que eu citei. Para ser mais verdadeiro e sem exagero, o que é tão comum em mim, eu sou bem pior do que a maioria destes, ou até do que todos estes, mas Deus de uma forma assombrosamente misericordiosa permite que eu continue vivo e com sanidade suficiente para me lembrar desses queridos que morreram tão jovens. Se fosse por mérito, eu é que deveria ter partido bem antes do que eles. (A lista seria enorme se citasse os meus chegados idosos que se foram).

Ah! Meu bom Deus e Senhor. Traz ao coração desse teu servo inútil um pouco do alento do céu. Traz ao meu coração um pouco da alegria e esperança tão necessários para poder continuar até onde a estrada da vida, traçada por Ti me permitir ir. E que eu seja um bom viajante do tempo, levado e conduzido por Tuas bondosas mãos. Que em teu plano, que não pode ser frustrado, eu possa continuar me lembrando destes e tantos queridos que já se foram, não com desespero, mas com gratidão por suas vidas que encantaram de uma ou de outra maneira, a minha vida. Ela seria muito pobre sem estes que partiram quando o sol começou a nascer lá no Oriente, quando o dia começava a despontar, quando começávamos a amadurecer juntos, eis que se foram da minha vida, mas continuam em minhas mais doces e gratas lembranças. 

Em nome de Jesus teu Filho, que morreu, igualmente jovem, mas por minha causa. Amém. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS