terça-feira, 9 de junho de 2015

UMA VISÃO RADICAL, MAS BÍBLICA

Quero falar sobre o Dia do Senhor.

Primeiro quero dizer que não sou adventista do sétimo dia, mas admiro a radicalidade deles com respeito a observância do sábado. Não concordo com a interpretação deles de que o sábado que guardam seja o único dia do Senhor. Eu sou um ardoroso defensor de que o cristão sincero e verdadeiro guarda um, dentre os sete dias que compõem a semana, para o Senhor, dedicando tudo que tem e é, todas as suas potencialidades e energias no afã de consagrar (tornar esse dia sagrado) e de santificar esse dia (tonar santo o dia separando-o para Deus).

Dentre tantas tragédias que têm acometido o mundo de hoje, a inobservância do mandamento que diz: "Lembra-te do dia do shabbath, sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles realizará todos os teu serviços. Contudo, o sétimo dia da semana é o shabbath, sábado, consagrado para Yahweh, teu Deus. Não farás nesse dia nenhum serviço, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu animal, nem o estrangeiro, que estiverem morando em tuas cidades. Porquanto em seis dias Eu, o Senhor, fiz o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles, mas no sétimo dia descansei. Foi por esse motivo que Eu, o Senhor, abençoei o shabbath, sábado, e o separei para ser um dia santo". 

Deus te concede seis dias nos quais você pode se envolver integralmente com o seu ganha pão, com o cuidado com seu corpo e sua mente, com a sua família e no lazer. Mas há um dia, dentre o ciclo de sete dias em que você deve dedicar a Deus de forma integral, sem reservas, de coração e mente, com todas as tuas energias e recursos, talentos e dons. Esse é o sábado, o dia de descanso. Esse é o Dia do Senhor. Esse "do senhor" não é indicativo, mas sim é a designação de que ele pertence a Deus e se você usar esse dia para outros afazeres, você estará pecando. 

Estou triste como Pastor e me sinto impotente ao observar que os apelos que faço não encontram eco nas vidas das ovelhas colocadas sob meus cuidados. Estou triste ao ver como desrespeitamos e pecamos contra Deus nessa questão. Como usamos os seis dias para cuidar dos nossos afazeres e como somos irresponsáveis com o Dia do Senhor, usando de forma tão irresponsável e pecaminosa. O que pensam aqueles que assim agem? Vão continuar abusando da graça e misericórdia? Vão continuar relativizando uma verdade insofismável?

Nós os cristãos deveríamos ser um exemplo para o mundo quanto à observância dos mandamentos do Senhor. Interessante que há cristãos que zelam em não roubar, não matar, não adulterar, mas que pisam e vilipendiam o mandamento que diz que devemos santificar e consagrar para o Senhor um dentre sete dias.

No Brasil e quase que em todo o mundo o domingo é o primeiro dia da semana e o dia de descanso para a maioria dos trabalhadores. No Brasil a semana termina na sexta-feira para a maioria dos segmentos. O cristão tem o sábado inteiro, ou parte dele, para ir ao teatro, ao estádio de futebol, visitar um parente ou um amigo, passear em algum parque, ir a um circo, um cinema, assistir um musical ou tantas outras coisas, mas sinceramente (e podem me chamar de radical) se você tem o domingo livre como dia de descanso, então deve consagrá-lo inteira e integralmente ao Senhor.

No domingo devemos concentrar nossas energias potencialidades, recursos, dons, talentos, para Deus. Nesse dia deixamos as coisas ordinárias dos homens para fazermos as coisas extraordinárias para Deus. Qualquer coisa, ainda que na sua essência não seja pecado praticar, que fizermos e que irá roubar a atenção que devemos dar à Deus, deve ser evitada.

Buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e levantar-se domingo pela manhã é dizer para nós mesmos: hoje eu irei dedicar tudo o que tenho e sou para meu Senhor. Então ir a uma Escola Dominical, participar dos ensaios dos Grupos Musicais da Igreja, preparar-se emocionalmente para o Culto de tal maneira que não fiquemos bocejando no momento da prédica e tenhamos todo o coração e mente concentrados na Adoração são coisas prazerosas e desejadas.

O cristão mudou infelizmente nesse quesito e mudou para pior. Não pode haver e gozar felicidade com conduta tão reprovável.

Não vou discutir com adventistas aqui sobre qual é o dia. Para mim o que importa é guardarmos, santificarmos, consagrarmos um dentre os sete dias que compõem a semana e se não o fizermos, estamos, lamentavelmente pecando.

Deus nos deu o exemplo. Ele não precisava descansar porque não se cansa, mas ele ensinou que eu e você devemos para de fazer o que é comum e fazermos o maravilhosamente incomum que é adorá-lo e servi-lo com alegria. Razões nós temos de sobra. (Salmo 100)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS