quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

PRINCÍPIOS BÍBLICOS QUE UMA FAMÍLIA CRISTÃ NÃO PODE ESQUECER.

PRINCÍPIOS BÍBLICOS QUE UMA FAMÍLIA CRISTÃ NÃO PODE ESQUECER.
O livro texto do Cristão é a Bíblia. Os Cristãos não desprezam outras literaturas e entendem que nelas podem existir muitos ensinamentos importantes para nossas vidas e para nossas famílias. Todavia, para o Cristão, a Bíblia é o Único Livro de Vida, Regra e Prática, ou seja, qualquer outra literatura que contrarie os ensinamentos da Bíblia deve ser rechaçada, rejeitada e qualquer literatura que se coadune com os ensinamentos da Bíblia deve ser considerada e respeitada.

Para o Cristão a Bíblia é a Palavra de Deus. Para ele a Bíblia é um livro escrito por homens que foram supervisionados por Deus no momento em que se puseram a escrever. Nem tudo que queremos saber está na Bíblia, mas tudo que está na Bíblia precisamos conhecer. Jesus advertiu aos saduceus: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus”. (Mateus 22.29)

A autoridade da Bíblia é intrínseca. Não é a Igreja que declara que a Bíblia é a Palavra de Deus. A Bíblia mesmo afirma isso a seu respeito.  Aproximadamente 4000 vezes no Antigo Testamento você encontrará expressões tais como – o Senhor falou, a Palavra do Senhor, o Senhor ordenou, o Senhor disse, Deus falou dessa maneira – e assim sucessivamente. A Igreja apenas reafirma a verdade de que a Bíblia é a Palavra de Deus. No Novo Testamento encontramos a afirmação “Toda Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, redarguir, corrigir, instruir na justiça....II Tm 3.16. 

Naquilo que a Bíblia se cala os Cristãos se calam. O máximo que podemos fazer no caso de silêncio da Bíblia é usar o bom senso e averiguar se nossa opinião e posicionamento não contrariam a Escritura.

John Wesley, fundador do Metodismo no século XVIII disse o seguinte a respeito da Bíblia: “A Bíblia deve ser fruto de homens bons ou anjos, de homens maus ou demônios, ou de Deus. Não pode ser fruto de homens bons ou anjos, porque não teriam condições de escrever um livro e incluir nele mentiras enquanto escreviam – assim diz o Senhor – quando na verdade eram eles que falavam e escreviam. Não pode ser fruto de homens maus ou demônios, porque estes não teriam podido escrever um livro que manda fazer o bem, proíbe todo pecado e condena suas almas ao inferno por toda a eternidade. Portanto, a Bíblia deve ser fruto da inspiração Divina”.

A Escritura tem instruções precisas sobre o casamento, o lar, a família. E assim essa instrução não pode, de nenhuma maneira ou forma, ser contrariada por outra literatura ou pela cultura. Vejamos o que ela diz a respeito da família cristã.

1.    Na Bíblia aprendemos que Deus deve vir em primeiro lugar em nossas vidas individuais. O Deus da Bíblia é um Deus pessoal. (Mateus 6.25-33)

2.    Na Bíblia aprendemos que Deus deve vir em primeiro lugar em nossos lares. Não adianta nada termos tudo dentro de casa, todo conforto, dinheiro, saúde e prosperidade. Essas coisas, sem Deus, não significam absolutamente nada. Mais vale uma casa de chão batido, com dependências muito simples, onde Deus habita imperativamente, do que em uma mansão de luxo onde vivemos de forma arrogante e auto suficientemente. (Mateus 6.25-33 / João 2.1-12)

3.    Na Bíblia aprendemos que na família cristã o homem é o cabeça da mulher e consequentemente o cabeça da família, assim como Cristo é o cabeça da Igreja. Então, não basta bater no peito e dizer: - Quem manda aqui sou eu. Se for preciso que algo desse tipo seja dito é porque as coisas vão bem mal. A autoridade de um marido não pode ser uma questão de imposição. (Efésios 5.22-33)

4.    Na Bíblia aprendemos que na família cristã o marido deve amar sua esposa a ponto de dar sua própria vida por ela, assim como Cristo fez com a Igreja. Se o marido tem disposição para dar sua vida por sua esposa, fica mais fácil abrir a porta do carro para ela, puxar a cadeira para ela se sentar, etc.... (Efésios 5.22-33)

5.    Na Bíblia aprendemos que na família cristã a esposa é submissa ao seu marido. Não estou falando da questão “quem manda”. Estou falando de parceria, respeito. (Efésios 5.22-33) Uma esposa que se sente realmente amada, se submete com prazer ao marido que a ama. Um marido que realmente ama sua esposa jamais a tratará como uma subserviente.

6.    Na Bíblia aprendemos que os filhos devem honrar (amar, reverenciar, respeitar), seus pais, mesmo que eles não sejam os melhores pais do mundo. (Êxodo 20.12; Efésios 6.1-3) Jacó não foi um grande pai; nem tampouco Davi o foi. Mas o ensino bíblico é que os filhos devem honrar seus pais. Eis o primeiro mandamento com promessa.

7.    Com a Bíblia aprendemos que o marido deve ser mais importante para a esposa e que a esposa deve ser mais importante para o marido do que os filhos. Depois que os filhos se casam eles constituem uma nova unidade nuclear de família. A partir do casamento de todos os filhos, as coisas voltam a ser como eram no começo. (Efésios 5.22-33 – Paulo trata primeiro a questão do relacionamento conjugal e depois, do relacionamento dos filhos com os pais e vice-versa).

8.    Na Bíblia aprendemos que o casamento é uma união monogâmica, ou seja, é um homem casado com uma só mulher e vice-versa. O adultério é um tipo de poligamia. (Gênesis 2.18-25)

9.    Na Bíblia aprendemos que o leito deve ser sem mácula e que a lealdade e fidelidade devem ser mais importantes do que as paixões. (Hebreus 13.4)


10.Na Bíblia aprendemos que o casamento é uma união indissolúvel, ou seja, é um compromisso vitalício de parceria. Por isso é preciso pensar muito bem antes de fazer o contrato. (Gênesis 2.18-22; Mateus 19.1-12)

11.Na Bíblia aprendemos que o casamento é uma união heterossexual, ou seja, o modelo divino é um homem com uma mulher e não há outro modelo na Bíblia. Qualquer outro modelo pode ser chamado de qualquer coisa, não de casamento. (Gênesis 2.18-22)

12.Na Bíblia aprendemos que os filhos são herança do Senhor e o que os pais são mordomos de Deus sobre essa herança. Pouco adianta você dar tudo ao seu filho se você não lhe deu amor e lhe ensinou respeito. Pouco adianta as melhores escolas se ele não aprendeu, com você, que o que importa antes de ser qualquer coisa é ser cristão. Deus não está preocupado em que seu filho se torne um médico cristão, mas sim um cristão médico, ou um engenheiro cristão, mas sim um cristão engenheiro, um educador cristão, mas sim um cristão educador. (Salmo 127. 3-5)

13.Na Bíblia aprendemos que na família cristã são os adultos que devem ensinar as crianças. Se o ensino for de boa qualidade o aprendizado se revelará extremamente proveitoso em tudo o mais que os filhos vierem a ser e nessa questão o exemplo, dos pais, é o mais eficiente recurso didático. Pais que só pensam em ficar ricos ensinam seus filhos que o dinheiro é tudo nessa vida, mas dinheiro pode comprar remédio, não a saúde, comprar a admiração, mas não o respeito, comprar a cama, mas não o sono, comprar o automóvel, mas de que adianta carro se não temos para onde ir, comprar a passagem para viajar ao exterior, mas de que adianta viajarmos se levamos no nosso “eu” amargo, cheio de inveja e contenda, rancoroso, maledicente, conosco. A questão não é onde estamos, mas sim quem somos. A questão não é o que levamos em nossa bagagem de viagem, mas sim o que temos em nossos corações porque é dele que procede tudo o que é bom e tudo o que é mal. (Provérbios 22.6, Deuteronômio 6.1-9, Provérbios 4.23; Lucas 6.45)

14.Na Bíblia aprendemos que os pais devem educar seus filhos na disciplina do Senhor. Os educadores, psicólogos são importantes, mas a Bíblia é a fonte de instrução dos pais cristãos para educarem seus filhos no caminho certo em que devem andar. A falha dos pais em praticar tal disciplina não pode ser usada como desculpa. ( Provérbios 22.6; Efésios 6. 4)

15.Na Bíblia aprendemos que na família cristã a Lei de Deus deve ser a primordial leitura de cada dia. Moisés disse que os pais deveriam inculcar a Lei de Deus em seus filhos. Os pais têm que ler para e com os filhos, não apenas ordenar que eles leiam. (Deuteronômio 6.1-9, Salmo 1).

Como vai teu casamento? A quantas anda seu relacionamento conjugal? Em tua casa vocês leem a Bíblia e oram? Vocês dialogam sobre Deus e a importância que Ele tem em suas vidas, lares e trabalho?

Você marido, já tomou a mão de tua esposa e orou por ela agradecendo a Deus a vida preciosa da tua companheira? E você esposa, já fez o mesmo com teu esposo? E vocês pais, fazem isso com seus filhos e os filhos fazem com seus pais?

Se Deus não estiver em casa e nele não reinar, você não o encontrará em outro lugar, até mesmo na Igreja. Uma Igreja saudável começa em lares saudáveis.

Chegamos ao final de mais um ano e vivemos momentos muito difíceis principalmente no Brasil. A resposta que podemos dar a toda essa bandalheira e desgoverno, a toda essa corrupção de destrói o poder aquisitivo e a tranquilidade do povo. A atitude mais adequada contra toda a violência é termos lares cristãos de verdade. Essa é uma resposta silenciosa, mas eficaz.

Que Deus abençoe você e tua Família.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS