segunda-feira, 21 de março de 2016

CARTA ABERTA AO SENHOR LUIZ INÁCIO "LULA" DA SILVA

Transcrevo aqui, na íntegra, esse documento disponibilizado no Facebook e sobre o qual recebi autorização para divulgar em meu Blog. Acrescento que se Lula fosse mesmo uma pessoa sã, ele se ausentaria em definitivo do cenário político nacional depois de pedir perdão ao povo brasileiro. Sua insistência em permanecer na política, a sua arrogância em ficar louvando a si mesmo num ato de vanglória que lembra os piores imperadores romanos e os mais terríveis ditadores da história irá apagar todo traço daquilo que poderia ser considerado bom em seu governo. 

Rev. Alceu Davi Cunha é um Pastor respeitado, não apenas por suas ovelhas, mas pelos Pastores. Sua trajetória de vida é fincada pela sua coerência. Ele pratica o que crê. Seus discursos são vistos em sua vida. Homem que luta contra uma dura e difícil enfermidade, mas que, sob os cuidados do Deus em que crê tem sido uma inspiração para mim e tantos outros. Lembro-me de estar sentado em uma cadeira do Mackenzie como aluno de Pedagogia quando recebi a informação que sua família havia sido chamada à São Paulo, pois certamente Alceu estava de partida para as Mansões Eternas. Devia ser o ano de 1993. Toda classe, composta em sua grande maioria por Pastores Presbiterianos, fez um silêncio que denotou o respeito e o carinho que temos por ele. Eu abaixei minha cabeça e chorei. Chorei pelo meu irmão, pelo Pastor e por meu Professor de Seminário. Dei-me conta do quanto eu o amava. Parece que o amor às vezes é como a semente no deserto da Namíbia. Por seis meses fica sob a fina camada de terra e nas primeiras chuvas morrem, germinam e transformam o deserto em um lindo jardim. Assim foi meu amor pelo meu Professor. Ele veio a lume, apareceu e caiu no chão em forma de lágrimas. 

Agradeço a Deus o fato de que ele não se foi. Ele permanece conosco e vez por outra posso vê-lo, posso ouvi-lo e me encantar com sua forma de viver e vencer. 

Alceu sempre sóbrio e ponderado escreveu essa Carta Aberta ao Lula. Com enorme probabilidade Lula não irá ler, mas se pela Providência Divina ele a ler, eu diria a ele: - Lula, considere o que Alceu escreveu e se possível visite-o e lhe peça conselhos. Afinal de contas vocês moram bem pertinho um do outro.

Mauro Sergio Aiello
Pastor  Reformado de Tradição Presbiteriana

Carta aberta a Lula

Lula, em seu pronunciamento mais recente, bastante inflamado, anotei uma das suas expressões, que entendi ser merecedora de uma análise; é o que farei, modestamente. A expressão referida é: "A partir de agora, se eu for preso, sou herói. Se me matarem, sou mártir. Se me deixarem solto, sou presidente".

O tom daquele discurso me pareceu igual ao que você pronunciou quando Presidente de Sindicato em São Bernardo do Campo. Sua palavra arrebatava plateias e produzia aplausos daqueles trabalhadores inconformados do ABC. Nesse atual discurso você bem reviveu aqueles dias em que sua liderança sindical, era inquestionável. Com todo aquele entusiasmo e auto-confiança com que falou, acredito que você está tomando o Brasil, hoje, como se fosse um mero sindicato. Esquece-se que São Paulo, em que você nunca teve maioria em eleições, não é São Bernardo do Campo, e o Brasil, longe de ser um sindicato, é uma portentosa Nação formada por mulheres e homens inteligentes e também por gente simples, mas, com discernimento, que um dia, provavelmente, lhe admirou. 
  
Agora, vem o comentário:

"Se eu for preso, sou herói". Lula, o título de herói que um prisioneiro pode receber, é quando a sua prisão tem por motivo a defesa de ideais de liberdade e honradez para um povo que vive sob governos ditatoriais, que sufocam e prendem a todos os que lhe são contrários. Cuba e, agora, Venezuela são bons exemplo de governos assim. Ainda mais, Lula, um prisioneiro herói, é quando sua prisão se dá de maneira injusta, violentando a sua inocência, quando sua única arma é a palavra, não em defesa própria, mas, sim, em defesa daqueles que não podem falar. Não creio meu caro Lula, que você se enquadre em qualquer uma destas duas premissas, O seu ideal não me parece nobre, nem o do seu partido. O Brasil vê estarrecido os caminhos nublados turvos que o PT, sob seu comando, tem percorrido para manutenção do poder. Por outro lado, quando se observa a sua situação econômica e o seu patrimônio antes de ser o alto mandatário da Nação, agora, nos espanta, o luxo que lhe rodeia, favorecido por apartamento luxuoso em três níveis (de amigos?), num dos recantos mais caros do litoral paulista. Como também, um sítio paradisíaco, cujo investimento absurdo o torna local para ser usado, apenas, por magnatas e marajás. Creio, Lula, que você, hoje, faz parte da mais alta elite brasileira, a qual sempre foi alvo de suas críticas.

"Se me matarem, serei mártir". Quanto a isso, Lula, pode dormir tranquilo. Seus adversários e a grande massa de brasileiros que se tem revelado contra suas ações e influência, são pessoas de bem, pais de família, cidadãos comuns que apenas anseiam por um Brasil melhor, uma pátria mais humana onde haja, efetivamente, no sentido prático, aquele indicador de nossa bandeira: "Ordem e Progresso". O grupo aguerrido, muitas vezes armado, acostumado a "quebra-quebra" e invasões de propriedades alheias e até a laboratório de pesquisas - esse grupo, juntamente, com outros grupos sociais do mesmo naipe, são os que lhe dão apoio, revelando sempre espírito belicoso e revolucionário.

"Se me deixarem solto, sou Presidente". É possível, Lula. Em um pais onde a inclinação de muitos é para o discurso demagógico, e onde, ainda, é tradição a venda de votos por um par de sandálias, e, modernamente, por assistência imediatista de bolsas famílias, minha casa minha vida (nada contra o plano em si, mas, contra o que ele propicia - manipulação), então, isto pode acontecer. 

Mas eu creio, Lula, que Deus, que é o Rei das Nações, e que, se lhe aprouver salvar o Brasil de um governo, cujo programa materialista quer aniquilar valores sociais e bíblicos ligados à família, à fé, e, até certo ponto, à moral, imagino, você não será outra vez nosso presidente. A não ser que haja em sua vida uma reviravolta, a que chamamos de conversão (milagre de Deus), mudando a sua cosmovisão e vida como aconteceu com Saulo na estrada de Damasco, quando sofreu uma radical transformação ao se encontrar com Cristo. Depois disto, até o seu nome foi mudado de Saulo para Paulo.

Felicidades, Lula e que o SENHOR, o ilumine.

ADC
Alceu Davi Cunha
Pastor Reformado de Tradição Presbiteriana.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS