terça-feira, 17 de maio de 2016

ALGO ESTÁ ERRADO, OU ALGUÉM ESTÁ ERRADO?

Tenho observado, com atenção redobrada, o que ocorre dentro dos limites da Igreja Cristã hoje. Constato, com enorme tristeza, que a quantidade de pessoas que apostatam aumenta assustadoramente. 

Ao conversar com algumas delas sobre as razões pelas quais elas abandonam o convívio com os irmãos e deixam de frequentar a Igreja e até deixam de exercer seus dons e talentos eu ouço várias considerações que considero sem propósito. 

Há alguns anos vivi uma experiência de afastamento da Igreja e me recordo de que senti muitas coisas das que relaciono abaixo como desculpa para ficar longe, até que o Espírito Santo usou uma pessoa para me alertar e eu pude rever minha situação e voltar ao convívio da Igreja, 

O que há de errado com essas pessoas que um dia formaram fileiras conosco, pregaram e cantaram o evangelho, que se reuniam conosco e com as quais dividíamos nossos sonhos e esperanças? Eu diria para algumas delas: 
  
ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você não sente a ausência de irmãos queridos nos Cultos e eventos da Igreja.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você começa a achar defeitos nos seus líderes religiosos ao olhar suas vidas com o microscópio e ao mesmo tempo desligar a luz para não ver sua imagem refletir.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você começa a flertar com o pecado sem perceber o quão radicalmente ele é destruidor.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você começa a olhar para o mundo com simpatia e a Igreja com espírito aguçado e crítico.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando o número de amigos íntimos começa a se multiplicar no mundo enquanto as relações fraternas na Igreja de Cristo vão diminuindo até não existir mais.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você se cansa de trabalhar e por isso não tem forças para se envolver na obra de Deus (Adoração, Evangelização, Discipulados dos novos convertidos, Comunhão com os Irmãos na Igreja).

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você começa a questionar afirmando que o Dízimo é do Antigo Testamento.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando alguém do seu convívio descobre que você é membro de uma Igreja Evangélica e fica espantado com isso.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você começa a pensar que que sua Igreja precisa de conserto e que você tem as ferramentas e a solução.

ALGO ESTÁ ERRADO.
Quando você pensa que todos estão errados e só você está certo.

Esse algo de errado, permita-me a aparente indelicadeza, está ou é você mesmo. A Igreja não é o céu e você ainda não está no estado de perfeição. A Igreja é a nova sociedade de Deus composta de todos aqueles que foram eleitos antes da fundação do mundo para serem santos e irrepreensíveis e para o louvor e glória Daquele que os resgatou. 

A Igreja é uma família e, como em todas as famílias, nem todos pensam do mesmo jeito, sentem do mesmo jeito, vêem do mesmo jeito, fazem do mesmo jeito. Mas ainda assim somos uma grande família comprada com o precioso sangue de Cristo. Lembre-se disto: Se Deus permitiu que seu filho morresse e derramasse seu precioso sangue por sua Igreja, você não pode e nem tem o direito de cruzar seus braços. 

O Escritor sacro registrou: "Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia"Hebreus 10:25)

O extraordinário com Deus é que você pode sempre voltar e ter reacesa a chama que um dia brilhou, antes que seja tarde demais como foi para as cinco virgens imprudentes.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

NÃO SE CALE QUANDO VOCÊ DEVE FALAR.

Findo esse primeiro, longo e doloroso round na política nacional que resultou em um nocaute da Presidente com sua suspensão por 180 dias (que mais parecem férias remuneradas do que qualquer outra coisa), vou, mais uma vez, me expor para dizer o quanto eu fiquei triste em ver quantos se omitiram e se esconderam.

Eu tenho consciência de que falar é se expor. Eu sei que muitos nutrem uma certa antipatia por minha pessoa. Alguns, até por me considerarem, ficam silenciosos em emitir uma opinião a meu respeito, a mim, mas certamente não o deixam de fazer a outros. Na boca de alguns eu até sou motivo de chacota e motejo. Mas eu não vou entrar para a história como alguém que se omitiu. Sou Pastor, mas sou cidadão. E como disse Alexander Pope: "Um ministro, mas ainda um homem". 

Tenho consciência ainda, de que falar muito pode fazer com que erremos mais do que o comum. O sábio registrou: "Quando se fala demais é certo que o pecado está presente, mas quem sabe controlar a língua é prudente" (Provérbios 10.19). Há um ditado popular que diz: "Quem fala demais dá bom dia para cavalo". 

Mas, (e louvado seja Deus por essa cláusula adversativa) calar também pode implicar em pecado, erro, equívoco, assim como falar demais. Há alguns que se escondem por detrás do silêncio. A motivação talvez seja passar uma impressão de piedade e sabedoria. 

Nesse processo todo eu fiquei esperando, aguardando, algumas pessoas se pronunciarem a respeito do processo que culminou hoje, às 06h32 com o impeachment da Presidente Dilma Roussef que estará suspensa por 180 dias nos quais ela será devidamente processada na acusação que lhe pesa sobre os ombros de ter cometido crime de responsabilidade. Foram 55 Senadores que assim votaram, contra 22 outros que votaram contra a admissibilidade do processo.

Fiquei triste! Não pelo afastamento de Dilma. Não votei nela e jamais votaria em candidato do PT e também do PC do B, PCB e outros partidos cuja ideologia é comunista, de esquerda. Eu me entristeci em ver a que ponto chegamos em termos de política nesse país. Fico a me perguntar se Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro Presidente do Brasil no período do Regime Militar no Brasil, não teria boa dose de razão ao sentir repulsa sobre a classe política. Fiquei estarrecido quando vi a debandada do PMDB, que até o dia 15.04.2016 apoiava a Presidente, mas que, a exemplo dos ratos, bateram em retirada ao primeiro sinal de perigo. 

Outra situação que me deixou estupefato foi a jurídica. Teria Dilma cometido os crimes de que a acusam Janaina, Realle e Bicudo? Depois de ouvir muitas opiniões de defensores e acusadores, ter lido a Constituição, o Código Penal Brasileiro cheguei à conclusão que sim. Conclui que ela cometeu o pecado de que lhe acusam. Mas será que não poderia haver um acordo político na busca de se evitar esse processo tão doloroso e desgastante. Creio que sim, mas Dilma e o PT jamais se fragilizariam. É como diz as Escrituras: "O orgulho precede a queda" (Provérbios 16.18) 

Há dois fatores aqui que devem ser considerados: 1) A forma como o PT chegou ao poder. O PT chegou ao poder adquirindo visibilidade fazendo oposição dura, implacável. O PT era o partido que vivia à caça de assinaturas para instalação de CPIs. Foi o PT o implacável algoz de Collor (PT + Globo) para o impeachment deste em 1992. Collor, até então "caçador de marajás" ganhou a antipatia, a aversão de muitos. Assim como o PT que prometeu fazer uma política de ganho social e limpar a corrupção do chão da política brasileira, mas infelizmente, seduzido pelo poder e pela imunidade que aparente o poder garante, corrompeu e se corrompeu. 2) O PT amou estar no poder. "Muito poder, muita corrupção", dizem alguns. Para se manter no poder, o PT fez das suas. Eis a grande tragédia. Collor em seu discurso falando sobre ritmo e rito dos processos de impeachment, dele e o atual, se esqueceu de dizer que ambos, ele o PT, chegaram ao poder falando contra a corrupção. Mas, e principalmente no caso do PT, podemos dizer que não foi um rio e sim um mar de corrupção e má gestão econômica / administrativa o que se viu.

O resultado não poderia ser outro. Hoje, com tristeza e vergonha, a Senhora Dilma deixara o Planalto e outro irá assumir a Presidência do Brasil. E o Brasil lavou sua roupa suja em um tempo no qual os meios de comunicação são avançadíssimos e não se perde uma gota sequer do que é notícia. O mundo todo deu tanta atenção ao Brasil nos últimos dias quanto havia sido dado em 11 de Setembro de 2001 no atentado ás Torres Gêmeas nos USA.

Mas, nesse processo todo, muitos dos quais eu esperava pronunciamentos, só tive o silêncio. E isso me entristeceu tanto quanto os motivos aludidos acima. Por que silenciaram? Por que se calaram? Por que não opinaram? Será que ainda vamos viver a filosofia tola de que "política não é coisa de crente"?

Afirmo que me expus. Acertei e errei. Sempre será assim com quem se expõe. Melhor errar tentando do que cometer o erro de nunca tentar. Falei como cidadão. Falei com a mente e com o coração. Mas eu falei. Não me escondi porque eu acredito que o silêncio nem sempre é sinal de sabedoria e piedade, mas muitas vezes denota covardia. Na mesma Bíblia que eu leio encontro o alerta de que falar demais pode te levar a pecar eu também leio: "Maças de ouro com enfeites de prata é a palavra falada em tempo oportuno" (Provérbios 25.22)

Concluo: A sabedoria não está no silêncio e nem no falar demais. A sabedoria está na palavra dita no tempo certo. Simplesmente dizer: "Vamos orar pelo Brasil", é fora de propósito. Orar é algo que devemos fazer sempre, sem cessar (I Tes 5.17). Paulo exorta a Timóteo a orar sempre por todos os homens, e inclui as autoridades. Mas muitos se escondem por detrás desse discurso aparentemente piedoso.

Há momentos nos quais é necessário que emitamos nossa opinião. Não podemos nos esconder. Gsto muito do trecho da música cantada por Beto Guedes - CANÇÃO DO NOVO MUNDO - em que el diz: "Quem perdeu o trem da história por querer/saiu do juízo sem saber/foi mais um covarde a se esconder/diante de um novo mundo.

Confesso que eu esperei ter amigos e companheiros nessa hora, mas eles foram em número muito pequeno. 

domingo, 8 de maio de 2016

MÃE (Yolanda Dalceno Aiello)

"Uma mãe basta para cem filhos, mas cem filhos não bastam para uma mãe".
"Mãe é aquela criatura supreendente que tendo quatro filhos à mesa para a refeição e só havendo quatro pedaços de pão se encarrega logo em dizer: - Não gosto de pão".
"Mãe e sacrifício deveriam ser sinônimos".
"Mãe: um anjo a quem Deus emprestou um corpo".
Mamãe não está mais aqui. Não a tenho mais ao meu lado. Ela não recita mais suas longas e maravilhosas poesias. Ela não me olha mais dentro dos meus olhos para me repreender como fazia quando eu praticava alguma estripulia. Eu não mais a ouço cantar e nem a vejo mais de joelhos por detrás da porta do seu quarto orando em súplica pelos seus.

Mamãe não está mais aqui. Ela não pode me convidar para comer o bacalhau com batata, o frango assado que fazia. Ela não está mais aqui para dizer: Adonai; coloca mais comida no prato do Mauro.

Mamãe não está mais aqui. Ela não pode mais me ouvir os queixumes e me aconselhar com uma sabedoria bíblica que encontrei em poucas pessoas.

Mamãe não está mais aqui. Não posso vê-la testemunhar vigorosamente de sua fé na pessoa de Jesus Cristo. Ela foi o instrumento para a conversão dos seus dois maridos, Vincenzo e Adonai.

Mamãe não está mais aqui. Não posso ver mais seus cabelos bem penteados e fininhos como os meus. Não posso mais sentir o cheiro dos seus perfumes e nem ver mais o quanto ela era elegante e ao mesmo tempo super decente.

Mamãe não está mais aqui para me contar suas histórias de Marília com suas amigas Nora e Hermínia. Ela não está mais aqui para encantar minha vida como uma “fada madrinha”.

Mas é interessante eu dizer que ela não está mais aqui. Com certeza não está fisicamente, mas sua vida foi tão marcante em minha vida que por fim eu posso dizer: Sim mamãe está aqui. Ela vive em minhas mais doces lembranças. Por isso vou resistir e não chorar. Vou apenas aguardar o dia em que estaremos juntos no Novo Céu e Nova Terra e então ambos diremos: Enfim, estamos todos aqui!
As mães de verdade nunca nos deixam. Elas vivem em nossas memórias, nas lembranças mais alegres nos nossos corações. Mãe é uma flor que nunca murcha, ainda que venha os rigores do outono ou o frio do inverno em nossas vidas. Assim é com Yolanda Dalceno Aiello.
Ainda ontem passei bem pertinho do lugar onde tu descansas e hás de levantar para a Eternidade. Descanse na paz que teu Senhor te dá, mamãe.
Um milhão de beijos em todas as mães e principalmente em você Angela Isabel Aiello, minha esposa, mãe exemplar como foram a tua e a minha.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

A "IGREJA" DE HOJE...........

Tenho observado atentamente o movimento evangélico no Brasil. Claro que faço isso estando envolvido diretamente nessa questão já que sou evangélico, protestante reformado, pertencente aos quadros dos Pastores da Igreja Presbiteriana do Brasil. Tenho 61 anos (2016) vividos na Igreja e desses 61 anos, 27 como Pastor em tempo exclusivo, ininterrupto e integral. Vejo o que está acontecendo de dentro para fora. Não sou um observador que não conhece o assunto, muito pelo contrário. Não sou alguém que analisa, olhando do lado de fora. Eu estou dentro da Igreja na condição de Pastor.

Concluo que os membros das Igrejas que aderiram ao protestantismo de pelo menos 25 anos para cá, necessitam urgentemente analisar se são mesmo crentes protestantes, discípulos de Jesus, ou o que? O evangelho que essa gente ouviu, sinceramente, não é o evangelho da graça, não é o evangelho da Bíblia. Ouso, com tristeza afirmar, que é um outro evangelho. Um outro evangelho produz um outro evangélico. Outro evangelho produz um outro cristão e não o da Bíblia. Esse evangelho produziu um outro tipo de Igreja que perdeu de vista alguns fundamentos básicos da verdadeira Igreja que são:

1. CONHECIMENTO DA BÍBLIA. Pelo amor de Deus! Hoje temos "igrejas" que cantam com qualidade profissional, que desenvolvem métodos de marketing de primeira linha, que são tecnologicamente modernas, mas cujo conhecimento da Bíblia é medíocre. A maioria dos frequentadores portam suas Bíblias (quando portam), mas não leem e nem meditam nelas. Por isso o que as faz sobreviver, como sociedade, são os métodos de marketing e os recursos tecnológicos, além da agenda light. Por isso o que leva as pessoas a frequentar tais "igrejas" são os recursos aludidos acima e não a busca por conhecer Deus na intimidade de forma que isso resulte em santidade. O conhecimento bíblico hoje no meio chamado evangélico é medíocre. Temos uma Igreja que não sabe orar simplesmente porque não tem intimidade com a Palavra de Deus e consequentemente com o Deus da Palavra. Assim sendo, graça a infantilidade do "determino isso, declaro aquilo" como se o Deus Soberano revelado na Bíblia pudesse ser manipulado, colocado contra a parede e obrigado a fazer o que o "bispo", o "apóstolo" mandarem. Essas "igrejas"precisam conhecer a Palavra de Deus, se aprofundar no conhecimento do Deus da Palavra e temer a esse Deus. Você pode chamar qualquer coisa assim de comunidade, mas não de Igreja Cristã. A Igreja Cristã verdadeira é aquela que ama a Palavra de Deus e a tem como livro de regra, fé, vida e prática.

Outro fundamento abandonado por essas comunidades que se auto-intitulam Igreja de Cristo, mas não são é que......

2. A HERMENÊUTICA DOS SEUS PREGADORES É SOFRÍVEL. O fato do frequentador não conhecer a Bíblia, facilita o trabalho do "pregador" nessas "igrejas". Não importa se ele diz asneiras teológicas desde que os recursos de retórica façam do discurso algo agradável. Nos dias de hoje ná notáveis com respeito a essa prática. Veja você um exemplo do que estou falando neste vídeo:



Essas "igrejas" então se tornaram um ambiente onde as pessoas vão para ouvir boa música, um bom discurso que lhes faça bem aos ouvidos. Os frequentadores dessas comunidades deveriam fazer com os bereanos que conferiam o que Paulo lhes dizia, com aquilo que estava na Escritura (Atos 17.11,12).  Lembro-me enquanto penso a esse respeito, nas palavras de Paulo quando disse ao Pastor Timóteo: "Haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-s-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas". I Timóteo 4.3,4  Portanto, esses frequentadores acreditam em tudo que os tais "pregadores" nessas comunidades pregam, simplesmente porque lhes falta o conhecimento da e na Palavra de Deus. Jesus advertiu os saduceus quando estes o colocaram à prova: "Errais não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (Mateus 22.29) A hermenêutica bíblica (interpretação da bíblia) é totalmente anômala e serve aos propósitos daqueles que desejam admiradores de si mesmos em vez de fazer discípulos de Cristo, o Mestre dos Mestres.

A falta de leitura e meditação na Bíblia, a hermenêutica distorcida para servir aos propósitos dos pregoeiros de um outro evangelho não são as únicas características dessas comunidades chamadas igrejas cristã, mas que estão em longe de realmente serem a Igreja pela qual Cristo morreu e ressuscitou. Esse tipo de comunidade também perdeu.....

3. O CONCEITO DE QUE A IGREJA É O CORPO DE CRISTO. Há alguns anos quando dizia-se que a Igreja era o corpo de Cristo, um organismo vivo e atuante, fazia sentido. Hoje não faz sentido nenhum porque se perdeu de vista completamente a ideia de comunhão e unidade de uma Igreja local. Como a Igreja se tornou mais um teatro do que o "ajuntamento solene dos santos em adoração ao trino Deus" cada um vem, paga sua entrada (com ofertas e dízimos) se descontrai e volta para a sua vida sem se envolver com outras vidas. A impessoalidade nessas comunidades (com raríssimas exceções) é de estarrecer. A ideia de uma Igreja à semelhança daquela descrita por Paulo em I Cor. 12.12-31 é totalmente estranha hoje e a maioria não se dá conta disso simplesmente porque não lê as Escrituras. Lá Paulo faz uma analogia da Igreja de Cristo com o corpo humano. Nisso ele enfatiza que todos os seus membros são igualmente importantes e que aquilo que fere e machuca um dos membros, é sentido por todo corpo. Mas não é isso que se vê nas comunidades e "igrejas", principalmente naquelas mega-igrejas, com milhares de membros. Sou um ardoroso defensor de que devemos ter um maior número de Igrejas com um menor número de membros. Igrejas numerosas tendem a se tornar impessoais. Não há condições de um real pastoreio. Se o Pastor é aquele que deve ter o cheiro da ovelha, ele deve viver entre elas, mas como isso é possível se ele apenas é visto no púlpito como um "semi-deus"? Os frequentadores das chamadas "igrejas" de uns vinte e cinco anos para cá não aprenderam que a Igreja de Cristo é o Corpo de Cristo do qual Jesus é a Cabeça. Esse jeito de fazer igreja produz fanatismo pelo líder, culto à personalidade. Ora, se os reformados criticam o Culto à Maria, porque então iríamos nos calar ao ver o culto ao Edir Macedo. Porque iríamos nos calar aos ver o culto prestados aos tais "apóstolos". Igreja Cristo é corpo, organismo vivo onde todas as partes interagem, se tocam, se relacionam e laboram em prol do progresso do Evangelho.

Mas há um outro fundamento que, tem tudo a ver com  a perda do conceito bíblico de que a Igreja é o Corpo de Cristo. Infelizmente, na busca de se ter templos lotados, membresia numerosa, a....

4. A VERDADE QUE LIBERTA FOI TROCADA PELO PRAGMATISMO QUE AGREGA. Quando viajo para pregar e cantar, uma das perguntas que mui comumente me fazem é: - Quantos membros têm sua Igreja? Essa pergunta tem uma razão simples. Ela se baseia na infeliz ideia de que uma Igreja numerosa é sinal de sucesso na carreira ministerial. E muitos que se deixam seduzir por essa ideia são facilmente enredados na teia do pragmatismo que é a filosofia que defende que os fins justificam os meios. No caso dessas "igrejas" a ideia é: não importa doutrina, não importa pureza, não importa a Bíblia; o que importa é Igreja cheia e numerosa. Então começamos ver Igrejas enormes, com dois "cultos", com equipe "pastoral", mas que não desenvolve comunhão, interação entre os membros. Uma Igreja cheia de gente vazia. Não se pode dizer que essas Igrejas têm membros; elas têm frequentadores. Já entrevistei muitos membros de Igrejas como essas e ao fazer as perguntas mais básicas sobre a Bíblia fiquei horrorizado em ver o quanto são ignorantes. Ignorantes são facilmente enganados. 

Infelizmente hoje, o evangelho não é mais a verdade que liberta, mas a filosofia que agrega. Infelizmente hoje, o evangelho não é mais as boa nova de salvação da perdição eterna, mas sim a notícia de que você pode se tornar próspero e bem sucedido. Infelizmente o evangelho não é mais aquele que promete luta, dor e aflições aqui e glória no futuro, no novo céu e nova terra mas sim a enganosa utopia de que o céu é aqui mesmo. Infelizmente o evangelho não é mais a boa notícia de que podemos ter comunhão com o Deus Soberano e Santo, mas sim ter um Deus domesticado, um utilitário, um ente humanizado, feito à semelhança do homem e não o contrário. 

Mas felizmente eu creio que as portas do inferno não hão de prevalecer contra a verdadeira Igreja, contra os eleitos de Deus que não se curvam diante de Baal e das teologias de humana libertação. Felizmente eu creio que sempre haverá um remanescente fiel proclamando as virtudes Daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Felizmente eu creio que a tristeza e dor do tempo presente não podem ser comparados com a glória por vir que está reservada àqueles que são predestinados, chamados justificados (Romanos 8.29,30) por Deus. 

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS