terça-feira, 13 de setembro de 2016

NOSSO CARÁTER E A GLÓRIA DE DEUS


Podemos definir caráter como sendo aquele conjunto de traços psicológicos e/ou morais (positivos ou negativos) que caracteriza um indivíduo ou um grupo. Na verdade é o caráter que determina nosso modus vivendum e nosso modus operandum. Aquilo que nós somos define aquilo que fazemos. Jesus disse: “Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons”. Caráter bom, boas ações, caráter mau, más ações indubitavelmente. Quanto a isso é conveniente que tenhamos em nossas mentes que todos os cristãos deveriam ter o caráter de Cristo. É insofismável verdade notar que somos, ao mesmo tempo três pessoas:

            1. Somos aquilo que os outros pensam a nosso respeito. As pessoas que vivem ao nosso redor, têm conceitos variados a nosso respeito. Quanto mais nos tornamos íntimos de pessoas, mais elas irão nos conhecer. Todavia, mesmo assim, o conhecimento que elas têm de nós é parcial.

            2. Somos aquilo que nós pensamos a nosso respeito. Temos nosso auto-conceito, ou seja,  imaginamos que somos certo tipo de pessoa. Nesse caso também, esse conhecimento é parcial e imperfeito. Nem sempre aquilo que pensamos ser, somos. Temos uma natural e pecaminosa tendência que nos leva a exagerar quando pensamos a nosso respeito.

            3. Somos aquilo que Deus sabe que somos. Na verdade nem os outros e nem nós mesmos nós conhecemos plena e totalmente. Somente Deus nos conhece na íntegra. Veja o que ele diz por boca do profeta Jeremias: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá? Eu, o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações”. Jeremias 17.9-10.

            Muito bem! Torna-se mesmo uma tarefa extremamente difícil definir nosso caráter, afirmar quem realmente somos. Entretanto, gostaria de propor a você, fiel leitor, que concentremos nossa atenção na maravilhosa pessoa de Jesus Cristo. Devemos fazer isso por duas razões, pelo menos:

            1. Porque Jesus, depois de Adão (antes da queda) foi o único homem perfeito que viveu nesse mundo. Jesus nunca pecou, apesar de ter vivido, diferentemente de Adão, em um mundo de pecado e pecadores. A Bíblia diz que Jesus veio na plenitude dos tempos, em um momento da história humana na qual a malignidade havia atingido um nível insuportável, mas mesmo assim ele foi perfeito. Portanto, Jesus tornou-se digno de ser contemplado com admiração inconteste.

            2. Porque Jesus é o modelo (tipós) que devemos imitar. O escritor da carta aos Hebreus asseverou com singular sabedoria: “...., olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma”.  De fato, ao ouvirmos o que Jesus disse e está registrado nas Escrituras e dermos atenção ao que ele fez, como viveu, enfim, sua vida toda, sua obra, morte e principalmente sua ressurreição veremos que Cristo é mesmo incomparável. Não há personagem na história da sociedade humana que se equipare a Cristo.

            Quando Jesus terminou de proferir o Sermão do Monte, as multidões estavam maravilhadas com a autoridade com que Ele expunha as verdades que Deus o Pai lhe havia ordenado dizer. Eles perceberam que Jesus era superior aos escribas porque vivia o que pregava, encarnava as lições que ensinava. Assim prezado leitor, não somos absolutamente ninguém, a menos que ansiemos por se alguém que se pareça com Jesus. Jesus disse que veio para manifestar, entre os homens, a Glória de Deus o Pai. Se quisermos fazer o mesmo, temos que olhar para Ele, pois ele é digno de que o contemplemos, temos que procurar imita-lo, pois em o fazendo manifestaremos igualmente a Glória de Deus, nosso Pai. Assim pouco importa o que os outros pensam, ou que nós mesmos pensamos a nosso respeito quando procuramos imitar o filho de Deus e viver para a Sua Glória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS