quinta-feira, 29 de setembro de 2016

VOCÊ SABE, OU VOCÊ CONHECE?

VOCÊ SABE, OU VOCÊ CONHECE?

Há uma sútil diferença entre saber e conhecer. Você pode saber quem é John Travolta, e mesmo muitas coisas a respeito dele, mas será que você o conhece na intimidade? Saber coisas sobre determinadas pessoas não é o mesmo que conhecer tal pessoa. Você pode saber muita coisa sobre a Itália, sua cultura, geografia, falar sua língua, mas isso não implica em que você tenha conhecido a Itália. Você pode saber muita coisa sobre ela sem ter ido lá, mas quem já foi, conhece mais.

É possível que o mesmo ocorra em relação a Deus. J. I. Packer, um dos meus escritores prediletos, escreveu em sua obra – O Conhecimento De Deus: “Entretanto, interesse em teologia, conhecimento sobre Deus e capacidade de pensar com clareza e falar bem sobre temas cristãos não são a mesma coisa que conhecer a Deus”. (Pg. 19).

Olhamos ao nosso redor, no meio em que vivemos, e encontramos um grande número de pessoas que falam sobre Deus, discursam sobre a vida piedosa, mas não demonstram realmente conhecer Deus na intimidade. Precisamos examinar a nós mesmos para ver se não cometemos o pecado de julgar os outros e nos encontrarmos na mesma ou em pior condição. A questão não é “o quanto somos bons em soteriologia (doutrina da salvação), ou o quanto dominamos a escatologia (doutrina das últimas coisas), ou ainda o quanto sabemos sobre Pneumatologia (doutrina do Espírito Santo) e assim por diante. O que está em jogo mesmo é o quanto somos íntimos do Deus Tri-Uno.

Quero perguntar a você: O quanto José do Egito sabia sobre Deus? Bem pode ser que você saiba muito mais do que ele. E Daniel? Quanto será que ele sabia a respeito de Deus? Bem deveria saber o suficiente. Mas se olharmos para a revelação veremos que temos muito mais informações sobre Deus do que ele. E porque será que não somos como eles foram? Talvez a razão esteja em que eles sabiam menos sobre Deus, mas O conheciam na intimidade muito mais do que nós. “Um pequeno conhecimento de Deus vale bem mais do que um grande conhecimento a respeito dEle”, escreveu Packer na mesma obra citada.

Outra questão é: Ler a Bíblia pode nos fazer conhecer Deus? Sim pode, mas é possível que nos iludamos com essa questão entre saber e conhecer. É óbvio que a Bíblia é a Palavra inspirada, infalível e inerrante de Deus e por meio dela recebemos uma revelação especial sobre o Ser de Deus. Mas se essas informações não forem processadas, o nosso conhecimento será mais intelectual do que uma experiência verdadeiramente espiritual. Para que transformemos nosso saber sobre Deus em conhecimento de Deus por meio de sua Palavra é mister que reflitamos, meditemos e a coloquemos pratiquemos as verdades nela encontradas. A vida piedosa é o resultado mais visível do conhecimento (intimidade) que temos com Ele. De que adianta saber os mandamentos de Deus se não houver amor por eles e disposição em cumpri-los? No Salmo 1 somos informados de que o homem bem-aventurado é aquele que ama a Lei de Deus e nela ele medita ininterruptamente.

Então; você sabe coisas sobre Deus, ou O conhece na intimidade? A resposta a essa pergunta é de crucial importância já que Jesus afirmou: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo a quem enviaste”. João 17.3.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS