terça-feira, 18 de outubro de 2016

A MORTE DE CRISTO

A MORTE DE CRISTO

(1Coríntios 15)

“A Cruz e a Ressurreição estão inseparavelmente vinculadas. A Cruz é tão essencial à ressurreição quanto esta àquela. Mas, sem a Ressurreição, esta seria simplesmente a cruz do martírio. O sinal da vitória está na luz da Ressurreição”.
Gustaf Aulén

       Buda morreu, Confúcio morreu, Maomé morreu, (eu penso que você não duvida disso) e muitas outras pessoas morreram e outras tantas hão de morrer, até o glorioso dia da volta de Cristo Jesus nosso Senhor. Não há nada de inusitado nisso tudo. Alguém disse uma vez que a coisa mais certa desta vida é a morte. Em determinado sentido é isso mesmo. Malba Tahan disse: “A morte é o sinal de igualdade na equação da vida”.

       As considerações acima se aplicam a todos os homens, com exceção do Senhor Jesus Cristo. Com respeito à morte de Cristo, da qual nos lembramos inclusive quando celebramos a Ceia do Senhor, é preciso que saibamos convictamente que:

1.            A MORTE DE JESUS CRISTO FOI VOLUNTÁRIA.

Jesus era (no episódio de seu aprisionamento ele afirmou isso – Mateus 26. 52-53) suficientemente poderoso para derrotar a tudo e a todos que desejaram sua morte. A respeito de sua vida ele mesmo afirmou: “Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.” (João 10:18).  A morte de Jesus foi voluntária, ou seja, agradou a ele morrer por aqueles que Deus amou antes mesmo que existissem. Jesus demonstrou seu amor por seus amigos ao referir-se à sua morte voluntária quando disse: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando”. (João 15:13-14)

2. A  MORTE DE JESUS CRISTO FOI VICÁRIA (SUBSTITUTIVA).

Jesus morreu no lugar de outros. É óbvio que Jesus não deveria ter morrido. A morte é o salário do pecado e todos nós sabemos que Jesus não pecou. Jesus morreu no lugar daqueles que Deus escolheu antes da fundação do mundo. A morte não tinha direito sobre Ele. Veja o que Ele diz a esse respeito: “...tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.” (Mateus 20:28 RA).  O próprio Pilatos, no julgamento de Jesus, questionou: “Que mal fez ele? Perguntou Pilatos. Porém cada vez clamavam mais: Seja crucificado!” (Mateus 27:23 RA)

       Não podemos nos esquecer de que ninguém compareceu para acusá-lo de algum deslize e mesmo a acusação que caiu sobre ele era totalmente infundada.

Quando Jesus morreu na Cruz, Ele o fez ocupando o lugar dos pecadores culpados. Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

3.            A MORTE DE JESUS FOI VITORIOSA.

Todos nós sabemos que o túmulo não pôde conter a pessoa do Cristo Ressurreto. Que dia maravilhoso aquele em que Jesus, vencendo nosso pior inimigo, saiu da tumba deixando-a vazia, um espaço que testemunhou a intervenção maravilhosa de Deus na história humana. Todo cristão saiu daquela tumba quando a pedra foi removida. Ao celebrarmos a Ceia do Senhor nos lembramos disso também, ou seja, que Jesus ressuscitou. O Cristianismo não termina com uma cruz e nem com um túmulo, mas começa com o Cristo vivo, ressurreto.

       Prezado leitor, que maravilha essa verdade extraordinária sobre nosso Cristo. Ele está vivo e disse: “Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.” (Mateus 18:19-20)

       Louvemos a Deus por seu grande amor, tão grande amor que enviou seu Filho para morrer em nosso lugar e ressuscitar, dando-nos a certeza de que ressuscitaremos com Ele no último dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS