quarta-feira, 19 de outubro de 2016

CUIDADO COM AS PALAVRAS

CUIDADO COM AS PALAVRAS



(Provérbios 16.24)

“Ouvir é ouro, calar é prata, falar é lata”.
Adágio Popular.

Billy Graham nos conta a história de uma mulher inglesa que compareceu perante o Pastor de sua Igreja com um problema de consciência. O Pastor sabia que aquela mulher tinha o péssimo hábito de fazer intrigas – falava mal de quase todos do povoado.

- Como eu posso me retratar? – ela suplicou. O Pastor lhe disse: - Se a senhora quiser ficar com sua consciência, terá de pegar um saco, enchê-lo de penas de ganso e atirar uma pena na varanda da casa de cada pessoa que a senhora difamou.

Depois de realizar o trabalho, ela voltou a conversar com o Pastor. – É só isso que eu devia fazer? – a mulher perguntou. – Não – respondeu o velho e sábio Pastor. – Agora, a senhora precisa recolher todas as penas que foram atiradas e trazê-las a mim.

Após um longo tempo, a mulher retornou de mãos vazias. – O vento levou todas as penas embora – disse ela.

Minha bondosa senhora – disse o Pastor -, o mesmo acontece com a intriga. Palavras maldosas são fáceis de serem atiradas; porém, jamais somos capazes de trazê-las de volta. (Histórias Para o Coração)


       Saber fazer uso correto das palavras utilizando-as apenas para abençoar aqueles que nos ouvem é uma benção. Paulo preceitua: “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” (Efésios 4:29)

       Jean Paul Richter afirmou com sabedoria ímpar: “O homem nunca revela seu caráter de modo tão claro como quando fala do caráter de outra pessoa”.

       Por outro lado podemos ouvir com indiscutível propriedade a voz de Jesus quando diz em Mateus 12:34: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração”.

       O homem é a obra prima da criação. Ele se destaca dos outros animais porque possui o poder de raciocinar e falar. Mas é notável o quanto falamos sem pensar! Por que abrirmos mão desta qualidade tão importante e diferencial? 

       O Rei Salomão afirma em Provérbios 12:25: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra”.  E por que não repetir o que disse Tiago sobre essa questão? “Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar”. (Tiago 1:19)

       Na bela obra “Histórias Para o Coração”, da Editora United Press, há uma história interessante que ilustra muito bem o quão importante é saber fazer uso correto das palavras. Transcrevo-a aqui:

“Quando cheguei à quinta série, eu carregava comigo todos os problemas de um garoto que se sentia inseguro, carente de amor e de mal com a vida. Em outras palavras, eu era um furacão destruidor. Porém, a Srta. Simon, minha professora, aparentemente imaginava que eu desconhecesse o meu problema porque costumava dizer-me: - Howard, você é o aluno mais mal comportado desta escola!

Eu gostaria que você me dissesse alguma coisa que eu não saiba! – pensava comigo mesmo, enquanto continuava a melhorar (ou piorar) a opinião dela a meu respeito.

É desnecessário dizer que a quinta série foi, provavelmente, o pior ano de minha vida escolar. Finalmente, recebi o diploma – por motivos óbvios. Mas as palavras da Srta. Simon continuavam a soar em meus ouvidos: - Howard, você é o aluno mais mal comportado desta escola!

Você pode imaginar quais eram as minhas expectativas quando entrei na sexta série. No primeiro dia de aula, minha professora, a Srta Noe, começou a fazer a chamada, e não demorou muito para dizer o meu nome.

- Howard Henricks – ela disse bem alto, desviando os olhos da lista para o lugar em que eu estava sentado com os braços cruzados apenas aguardando para entrar em ação. Ela olhou para mim por alguns instantes e prosseguiu. – Tenho ouvido falar muito de você.

Em seguida, sorriu e complementou: - Mas eu não acredito em uma só palavra.

Vou contar-lhes uma coisa. Aquele momento foi o ponto decisivo, não apenas em minha educação, mas também em minha vida. De repente, inesperadamente, alguém acreditou em mim. Pela primeira vez na vida, alguém enxergou potencial em mim. A Srta. Noe incumbiu-me de tarefas especiais. Ela me solicitava pequenos serviços. Convidava-me para ir à sua casa depois da escola para me dar aulas de reforço sobre leitura e aritmética. Ela me desafiava a alcançar padrões cada vez mais altos.

Eu não queria desapontá-la por nada neste mundo. Certa vez envolvi-me tanto com um dever de casa que fiquei acordado até 01h30 da madrugada para terminá-lo. Meu pai apareceu no Hall e perguntou: - O que houve, filho? Você está doente? – Não, estou fazendo meu dever de casa – respondi.

O que fez a diferença entre a quinta e a sexta séries? O fato de alguém estar disposto a dar-me uma chance. Alguém que se dispôs a acreditar em mim e me desafiou a ter expectativas mais amplas. Aquilo foi um risco, porque não havia garantias de que eu mereceria a confiança da Srta Noe.

Todos apreciam o bom trabalho de um mentor, principalmente quando seus esforços resultam em sucesso – um atleta famoso, um empresário próspero, um advogado brilhante, um comunicador de grande talento. Mas quantos de nós desejamos dar início a esse trabalho?”

       Tudo começou com aquelas simples palavras: - Mas eu não acredito em uma só palavra!

       Cuidado com tuas palavras, pois com elas você pode destruir vidas, fazer guerra ou trazer a paz.

       “Alguém há cuja tagarelice é como pontas de espada, mas a língua dos sábio é medicina” (Provérbio 12.18). "Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo” (Provérbios 16.24).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS