terça-feira, 4 de outubro de 2016

LOBOS, ÁRVORES & FRUTOS


LOBOS, ÁRVORES & FRUTOS
(Mateus 7.15-20)
“O fato de você ir à Igreja não quer dizer que você seja um cristão,
como a circunstância de você entrar em uma garage
não significa que seja um automóvel”. Billy Graham

FALSOS PROFETAS! Jesus nos advertiu para que estivéssemos atentos a eles. Disse o Mestre dos Mestres: “Acautelai-vos dos falsos profetas...” ou, em outras palavras, sejam cautelosos quando se tratar de profetas e profecias. O Senhor ainda disse: “Os falsos profetas parecem profetas verdadeiros, porque são lobos travestidos de cordeiros”. São cheios de fala mansa, mas a intenção do coração é dolosa, escusa e sorrateira.

Como saber se o profeta é falso ou verdadeiro? Como saber se é lobo vestido de cordeiro ou é cordeiro verdadeiro? Estas questões são de importância capital, pois o profeta fala em nome de Deus e sua mensagem trata de questões como o destino de nossa alma e sobre como devemos viver.

Jesus indica o método que devemos utilizar para saber se o profeta é falso ou verdadeiro, se a palavra dita vem de Deus ou se é voz humana. O Senhor mostra que são os frutos que determinam a genuinidade do profeta, a saúde da árvore. Ele diz: “Pelos seus frutos os conhecereis”. A relação é direta, pois a árvore boa produz bons frutos, mas a arvore má produz maus frutos. O contrário é impossível.  Se o que o profeta diz, vem de Deus, então é verdadeiro, senão, é lobo vestido de cordeiro e sua mensagem não tem valor.

É mesmo um fato notório e marcante o quanto as pessoas dão atenção e crédito aos profetas que já surgiram e surgem na história da humanidade, aos montões. E eles são ouvidos e admirados! Isso porque a mensagem que eles pregam é aquela que promete um tipo de vida folgada (porta larga e caminho espaçoso). Um exemplo próprio dos nossos dias são os arautos da “teologia da prosperidade”.  Paulo já se referia a eles quando escreveu ao Pastor Timóteo ( II Tm. 4.3-4): “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas”.

A mensagem que esses falsos profetas pregam, ilude as pessoas fazendo-as pensar que já estão no caminho certo, mas caminham para a perdição. São cegos guiando cegos, e o fim não pode ser outro senão a vida eterna alienada de Deus. Jesus diz que estes falsos profetas se apresentam como ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. “Por fora, bela viola, por dentro, pão bolorento”. Como já nos referimos neste artigo, esses falsos profetas não são explícitos, mas dissimulados. O rosto brilha, mas a luz não é a de Jesus. O falso profeta engana por causa do seu carisma, mas é vazio de caráter.

Cautela; nem tudo que reluz é ouro. Há em nossos dias muitos falsos profetas. São os vendedores de ilusões, meras abstrações sem nenhuma consistência bíblica. Falam aquilo que seu auditório quer ouvir. É notável que o maior de todos os Profetas, Cristo Jesus quando interpelado por aquele jovem rico, cujo interesse era levar vantagem em tudo, disse: “Se queres ser perfeito vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me. Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades”.

Lobos travestidos de cordeiros, árvores aparentemente saudáveis enganam os desatentos, os incautos. Acautelai-vos irmãos, muitos destes estão no rádio, nos templos e na televisão, tirando mais do que dando.

As palavras de Jesus são eternas. São Palavras pertinentes para todos os tempos, épocas, momentos e eras. Em Isaías 40.8, lemos: “.. seca-se a erva e cai a sua flor, mas a palavra de  nosso Deus permanece para sempre”.

Assim estas palavras de cautela sobre os falsos profetas sempre foram atuais. Já vimos que o falso profeta engana porque ele é um lobo disfarçado de ovelha. Em sua atividade “profética” o falso profeta ilude com palavras mansas, uma aparência “piedosa” e falsas esperanças. Eles pregam um tipo de cristianismo sem cruz, sem conflito, sem embate, sem suor e lágrimas. Dizem coisas que os ouvidos sentem prazer em ouvir. Mas aquele que foi o maior de todos os profetas, e foi profeta verdadeiro (Hebreus 1.1-4), disse: “Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra”.

Contra estes pregadores das ilusões da “teologia da prosperidade” temos as palavras de Jesus ensinando que o Cristianismo é porta estreita e caminho apertado, e são poucos os que acertam com ela.

A história do Cristianismo nos tem ensinado que a letalidade do falso profeta reside, não apenas na pregação de um tipo de vida cristã “diet”, “light”, mas também no fato de que ele prega que “obras salvam”. Esses lobos vestidos de cordeiros ensinam que a salvação pode ser conquistada pelo esforço humano e assim anulam o sacrifício do Cordeiro de Deus, Cristo Jesus. A maior de todas as ofensas a Deus é essa, ou seja, crer que podemos obter a salvação sem passarmos pela cruz que seu próprio Filho assumiu por nós. Esta é uma falsa profecia e muitos têm crido nela e por isso têm andado errantes e a passos largos para a perdição. Afirmar que “obras salvam”, é falsa profecia, um fruto que não tem valor nutritivo, pois quem o produziu foi a árvore das ilusões, e não a boa árvore.

Jesus chega a ponto de dizer que não são poucos os falsos profetas que dizem: “Senhor! Senhor!.  Afirma, também o mestre que, estes pregoeiros da salvação pelas obras dirão a ele: “Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi explicitamente (de forma clara): nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade”. (Mateus 7.22-23)

Jesus não nega as “grandes realizações” destes profetas do engodo. Jesus admite que eles realizaram os feitos por eles referidos. Mas o Profeta dos Profetas diz que isso não tem nada a ver com ele. Que na verdade ele não os conhece, e ordena que se apartem dele, rotulando seus feitos de iniqüidade, pois o fizeram para sua própria glória, para seu próprio proveito, mercadejando a verdade de Deus e usando-a para alcançar seus propósitos escusos.

Que o Senhor nos livre de darmos ouvidos a estes que podem até conhecer a Teologia, mas são desprovidos de piedade. Deus nos afaste das falsas profecias e dos falsos profetas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS