sexta-feira, 7 de outubro de 2016

NÃO CONFUNDA AS COISAS.

NÃO CONFUNDA AS COISAS.
(Isaías 42.17)
“Deus é um só, isso é simples.
Não nos confundamos”. Rev. Mauro Sergio Aiello

O correto uso das palavras é uma virtude que todos nós deveríamos possuir. Num dia desses um Diácono me chamou a atenção para um aviso no Boletim da Igreja que pastoreava, onde usei a expressão saudar o valor” quando o correto seria dizer e escrever saldar o valor”. Na verdade ninguém saúda uma dívida; o correto é saldá-la mesmo.  Foi um erro ortográfico.

Não se deve confundir também mal com mau. Mal é antônimo de bem, enquanto mau é antônimo de bom. Não se deve falar mal, pois, isso é mau. Deve se falar bem, pois, isso sim, é bom.

Não podemos confundir cargo com função. O primeiro (cargo), designa a posição de alguém em relação aos outros. Presbiterato e Diaconato são cargos. Função é a obrigação decorrente do cargo. Assim é que, todo aquele que almeja o oficialato, excelente obra (cargo) almeja, mas é preciso que saiba desempenhar a função que o cargo exige.

A língua portuguesa nos prega algumas peças. É preciso que estejamos atentos. Não podemos confundir amássemoscom “amassemos”. A ausência ou presença do acento agudo faz uma grande diferença. Na ausência implica em amassar, e na presença em amar. Amar o irmão sim, amassá-lo dá em disciplina.

Veja você um outro erro comum: trocar concerto por conserto. O primeiro refere-se a uma peça musical, normalmente. O segundo (conserto), tem a ver como alguma coisa que não deu certo, que saiu errado e precisa ser consertada, ou que quebrou. Pode ser que um concerto musical  necessite de consertoNesse caso quem sofre é o maestro.

Lembro-me de algo que aprendi, mas que mesmo assim esqueço vez em quando. Trata-se do uso correto das preposições à e para. As duas preposições se usam com verbos de movimento, mas à indica retorno rápido ou breve. Assim, “vou à Salvador” exprime ida para retorno breve, sem a intenção de lá ficar por longo tempo ou com o propósito de lá fixar residência.  O uso de para indica demora no lugar, longa estada, ou a idéia de fixar residência. Assim “vou para Salvador” expressa a idéia de ida para uma estada por um longo período ou sem retorno. Desta forma, vamos à praia, ao supermercado à casa da namorada e, sobretudo à casa da sogra, ainda que haja muita gente que prefira ir para a praia e para casa da namorada.... Quando saímos desta, vamos para o céu, ou para o inferno, porque tanto de um quanto do outro não há retorno. Por isso não confunda as coisas por aqui. Saiba bem se expressar e dizer sim para Deus hoje porque do amanhã não há retorno.

Quando Jesus disse: “Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” usou palavras que qualquer pessoa pode compreender. Por isso, entendendo-as, aceitemos esse maravilhoso e inconfundível convite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS