sexta-feira, 14 de outubro de 2016

QUANDO VEM O TEMPORAL.

QUANDO VEM O TEMPORAL.
(Atos 7.34)

“Deus dá o frio conforme o cobertor”.
Adoniram Barbosa 

“Com Cristo no barco tudo vai muito bem..”; “Nas tormentas desta vista, perto está a salvação...”; “Mestre o mar se revolta, as ondas nos dão pavor...”, são trechos de um “corinho” e de dois hinos congregacionais, todos bem conhecidos da maioria dos evangélicos. Creio que estes cânticos têm um respaldo bíblico impressionante.

Ao cantar estas canções, nos lembramos de episódios bíblicos nos quais o mar agitado, dá indício de que a embarcação vai naufragar. Eu, particularmente, me lembro do episódio no qual Jonas, fugindo do imperativo divino, se vê em uma situação tão terrível, que acaba sendo jogado ao mar para que a tormenta finde. Quando fugimos e nos distanciamos de Deus e deixamos de fazer sua vontade, o mar da vida se torna agitado. Estar longe de Deus é viver em uma geografia de muitos problemas. Quando estamos onde não deveríamos estar, sempre acabamos por fazer o que não deveríamos fazer, e aí vem a frustração, a derrota, o temporal. Muitas vezes precisamos cair na água para sermos despertados de um sono depressivo da alma que se distancia de Deus.

Outro episódio sobre mar e temporal, é aquele no qual Jesus está no barco e dorme (Marcos 4.35-41; Mateus 8.23-27; Lucas 8.22-25). Vem o temporal de repente. Assim é o mar da Galiléia; de repente tormenta, temporal. Como na vida da gente. Quando tudo parece que vai bem....nuvens escuras, relâmpagos, chuva abundante, temporal. Mas Jesus estava no barco naquele episódio. O relato deixa qualquer um boquiaberto e estupefato. Ele, Jesus, ordena e o temporal para. As forças da natureza se curvam diante do criador que está dentro de um pequeno barco, no meio de um pequeno mar, em meio a uma grande tormenta. O poder de Cristo traz paz ao coração atormentado. Essa é a grande diferença daquele que crê em Cristo, para aquele que, simplesmente, não crê; ambos enfrentam as tormentas da vida. O primeiro treme, mas vence, o segundo simplesmente é vencido.

Se não bastassem esses dois episódios, temos ainda aquele no qual os discípulos estão sozinhos, e o mar esta encapelado (Mateus 14.22-33). Já é a quarta vigília da noite. Peixes já não têm importância, o que importa é a sobrevivência. Lutam contra as ondas. Ventos fortes fazem ondas altas. O pequeno barco em meio a um temporal. Mas, de repente um vulto vem na direção do barco. A mente humana imagina e fantasia. Pensam estar vendo um fantasma. Quão tola é a mente humana diante dos problemas da vida, não é verdade? Era Jesus! – “Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais”. Mas Pedro duvidou e foi desafiado a andar sobre as ondas. Todos sabemos o que aconteceu. Enquanto Pedro caminhava se deixou levar pela visão de um mar bravio e a fé morreu. Uma coisa é certa: para aqueles que temem a Deus, o socorro sempre vem. Pode não vir no tempo que imaginamos ou queremos, mas vem.

O terceiro episódio no qual temos estes ingredientes; mar, barco, tempestade, está naquela passagem que é considerada um clássico da literatura mundial, ou seja, Atos 27. Paulo embarca tendo como destino a cidade de Roma, capital do Império. A leitura do versículo 10 nos apresenta Paulo aconselhando o centurião a permanecer em Creta, pois uma tormenta se avizinhava. O centurião preferiu ouvir o piloto da embarcação. Afinal de contas Paulo era só um prisioneiro. O que aconteceu foi o predito por Paulo. A embarcação enfrentou a tormenta e o naufrágio. Deus fala através de situações e pessoas que nunca imaginamos. Algumas vezes é o Pastor, outras vezes um irmão muito simples e até uma criança como no caso de Naamã (Cf. II Reis 5.3). É preciso estar atento! É preciso ouvir e obedecer. Não obedecer pode nos levar a enfrentar os dissabores de uma tempestade, de uma tormenta, que pode causar danos e prejuízos.

Quando o temporal vem, é preciso estar atentos e obedecer! Deus está na tormenta e no caos, e certamente há de transformar estas situações em bênçãos inolvidáveis. Lembre-se que “a terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Disse Deus: Haja luz, e houve luz”. Gênesis 1.2,3. Ouçamos: Deus está no temporal, e diz: - Sai e anda sobre as águas. - Haja luz! E quando Deus fala, o impossível torna-se possível, o que não existe, torna-se coisa criada.

Quando vem o temporal, é melhor ouvir a voz de Deus e obedecer. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS