segunda-feira, 10 de outubro de 2016

SER CRISTÃO.

SER CRISTÃO.
(Romanos 8.29)

“Senhor Deus: que eu seja a luz que mostre
aos outros a pessoa de teu Filho Jesus impressa
em meus atos, palavras e silêncio”.
Rev. Mauro Sergio Aiello

Dizem que eu me pareço com meus pais. Eu penso que aqueles que assim acham estão com razão. Os filhos se parecem com seus pais, fisicamente ou mesmo na questão da personalidade.

O cristão deve ter a aparência de Cristo, mas nesse caso é claro que não estamos nos referindo ao aspecto físico, mas sim no que consiste nossos valores, princípios morais, princípios éticos, que norteiam nossa vida e que formam nosso caráter. E o termo cristão quer dizer isso exatamente aquele que se parece com Cristo (porque ele é um discípulo de Cristo e imita o mestre). Em Antioquia da Síria é que os discípulos de Jesus foram pela primeira vez chamados "cristãos". (Atos 11.26).

Conta-se que um grupo de missionários foi conhecer a tribo com a qual David Livingstone, o missionário cristão, trabalhou durante quase toda a sua vida. No contato que tiveram com aqueles índios, os missionários lhes falaram de Jesus. Após a palestra alguns daqueles “selvagens” disseram aos missionários que aquele homem que eles chamavam de Jesus havia vivido com eles e que seu coração estava sepultado ali mesmo. Curiosos os missionários quiseram conhecer o túmulo do suposto “Jesus” e para sua surpresa encontraram o túmulo de David Livingstone. 

Não existe meio termo para essa questão; somos ou não somos cristãos. Henrique Smith disse certa feita: Quase doce, não é doce; quase quente, é morno; quase cristão é como Mica, o qual se considerava religioso bastante porque tinha em casa um sacerdote; quase cristão é como Ananias, que apresentou uma parte, mas deixou outra parte; quase cristão é como os filhos de Eli, que furtavam os sacrifícios; quase cristão é como a figueira que com sua folhagem dizia ter fruto mas estava sem nenhum, ou como as virgens que tinham conseguido lâmpadas mas não tinham azeite suficiente para fazê-las brilhar.”

Quanto mais agimos e vivemos como cristãos, mais nos parecemos com Cristo. Ser como Cristo foi esse é o desafio do cristão. A bela música diz: Meu Senhor, seguro em ti, eis-me aqui; eis-me aqui. Tuas mãos me erguendo estão, com amor; com amor. No falar, fala por mim, no andar, anda por mim, no sorrir ou no chorar, meu Senhor, meu Senhor, seguro em Ti estou (Paulo César da Silva).  A vida adquire novos contornos quando isso acontece. Somos, como disse Jesus, sal da terra e luz do mundo.

C. H; Spurgeon, Pastor Batista e notável pregador do século XIX, dá-nos excelente contribuição ao declarar: “As lâmpadas não falam, brilham; um farol não faz ruído de tambores, e, no entanto, de mui longe o marinheiro pode contemplar a sua luz amiga. Que dessa forma nossas boas obras brilhem em nossa religião. Que o sermão principal de sua vida, seja a sua própria conduta”.

Sejamos cristãos de verdade para que as pessoas vejam Jesus em nossas palavras, atitudes e realizações. Como disse Paulo aos Gálatas: “..já agora não sou eu mais quem vive, mas sim, Cristo vive em mim”. (Gálatas 2.20).

Provavelmente ser cristão seja a tarefa mais difícil de todas, mas isso é indispensável para o testemunho a respeito de Cristo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS