sábado, 1 de outubro de 2016

UMA LUZ NA ESCURIDÃO - UMA PALAVRA À FAMÍLIA DE FABÍOLA BITTAR DE KROON


UMA LUZ NA ESCURIDÃO.
(Jó 19)


“Quem passou pela vida em brancas nuvens,
e em plácido repouso adormeceu.
Quem não sentiu o fio da desgraça,
quem passou pela vida e não sofreu.
Foi espectro de homem – não foi homem.
Só passou pela vida; não viveu.
Francisco Otaviano



       Minha palavra é de esperança e ânimo. Meu sincero desejo é que ao lê-las você seja fortalecido, verdadeiramente animado e encorajado. Estas letras têm um destino, ou seja, o coração daqueles que estão enfrentando qualquer tipo de infortúnio, sofrimento, tragédia. É para você que eu escrevo. Quando escrevo penso em pessoas que amo e que sei estão sofrendo.

       Não conheço na história da humanidade ninguém que tenha enfrentado tanto sofrimento quanto Jó. Perdeu seus filhos, seus bens, e ainda ficou à mercê de pessoas que o acusavam dizendo que sua tragédia pessoal tinha como causa primeira, algum tipo de pecado. Pra piorar, sua esposa, ao invés de ser o conforto de sua alma, a alegria do seu coração, a companheira compreensiva e cúmplice, lamentava e o incitava a que blasfemasse.

       No capítulo 19 de Jó encontramos lições extraordinárias nas palavras deste que foi um dos mais notáveis homens de Deus do passado, cuja vida e experiência continuam a nos inspirar e quem sabe, prezado leitor, você possa ser, também,  influenciado por este homem que soube sofrer.

       Com Jó aprendemos que tudo que acontece está sob o controle de um Deus soberano.  Jó diz: “... sabei agora que é Deus que me oprimiu e com a sua rede me cercou”. (Jó 19.6) Não há nada que aconteça que não esteja sob o controle de um Deus Soberano. A vida de José é um clássico exemplo dessa verdade. Apesar de seus irmãos terem errado ao vendê-lo, ele mesmo disse, “...foi Deus quem me enviou adiante de vós” (Gênesis 45.5) aos seus irmãos quando se revelou a eles.

       Com Jó aprendemos que a revolta, o inconformismo e o lamento, não podem aliviar nosso sofrer. Certa vez ouvi um pregador dizer que quando murmuramos estamos dizendo que Deus está errado. E eu creio sinceramente que aquele pregador estava com razão.  Foi Jesus que declarou: “Qual de vós por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?”. Bem asseverou Kenneth Hasseler: “A ansiedade significa que temos posto a nossa confiança em mãos erradas”.

       Com Jó aprendemos que, por mais dura que seja a experiência, por mais intenso que seja o sofrimento, por mais que as trevas sejam espessas e densas, lá adiante, um fim glorioso aguarda o justo. Há uma luz brilhando. O texto que se inicia a partir do versículo 23 é extraordinário. Jó diz no versículo 23: “Porque eu sei que o meu redentor vive e por fim se levantará sobre a terra”.

       Quem dera, todos nós pudéssemos ter este discernimento mesmo em meio aos sofrimentos desta vida aqui. Quem dera crêssemos de verdade que Deus é soberano e por isso descansamos e esperamos nEle. “O sofrimento nos ajuda a compreender a verdade sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre Deus”. Edmond Bersier. “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, tu estás comigo”. Davi, um Pastor que virou Rei. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS