quinta-feira, 3 de novembro de 2016

DESEJO + NECESSIDADE = VIDA


“Não confunda desejo com necessidade e nem vice-versa”.
Rev. Mauro Sergio Aiello

       Nem tudo que desejamos é necessário e nem tudo que é necessário é um desejo. Há uma sutil, e ao mesmo tempo, substancial diferença entre aquilo que eu desejo e aquilo que realmente é necessário. Sim, sutil e ao mesmo tempo importantíssima diferença! Tão sutil que confundimos, por diversas vezes, uma com a outra. Há, desafortunadamente, um universo de situações nas quais enfrentamos conflitos nos relacionamentos, nos negócios pessoais, na elaboração de projetos, na luta em tornar ideais em situações concretas, simplesmente porque confundimos desejo com necessidade, ou o contrário. É preciso sabedoria do alto para poder encaixar essas tendências de tal forma que consigamos viver com equilíbrio e sobriedade. Tiago, em sua carta escreveu que nada temos porque não pedimos, e muitas vezes quando pedimos não recebemos porque pedimos mal, ou seja, para esbanjarmos em nossos prazeres (Tiago. 4.12-13).

       Exemplificamos com a questão do perdão. Pode ser que perdoar alguém que te ofendeu e te humilhou, não seja um desejo concebido no coração, gerado na alma, mas ele é mais do que necessário para podermos caminhar seja em que direção for, ou com quem quer que seja. Seria muito útil e ainda mais maravilhoso se pudéssemos combinar ambos, ou seja, reconhecer a necessidade da prodigalidade do perdão e desejar do fundo do coração disponibilizá-lo. Mas perdoar deve ser mais do que um desejo; é uma necessidade.

       Pode ser, por outro lado, que você tenha o desejo de obter um bem de consumo, mas que não seja assim tão necessário no momento. Isso tem sido muito comum em uma sociedade que desenvolveu uma tendência consumista como é o mundo pós-moderno, tão superficial.  Em um mundo onde mais se valoriza o que se tem do que aquilo que se é seria muito natural confundirmos necessidade com desejo e vice-versa. A concupiscência dos olhos pode nos pregar peça quanto a esse item. Nesse sentido somos seduzidos por aquilo que nossos olhos vêm de tal maneira que passamos a desejar coisas desnecessárias.

      Assistir Big Brother pode ser um desejo (e parece que muitos o têm, infelizmente), mas não uma necessidade, pelo contrário, daquilo que a televisão brasileira tem produzido, a maioria descartável e muito ruim, esse tal de Big Brother é mesmo uma coisa que podemos com facilidade descartar. Parece, no entanto, que surge o conflito entre o que é desejo e necessidade e assim, por conta de encontrar prazer, paga-se o alto preço de ver e ouvir aquilo que contamina com tanta sutileza como sutil e tênue a linha que separa desejo de necessidade.

      Exemplificando de outra forma, diríamos que ler mais a Bíblia e orar mais, freqüentar a Igreja, pontual e assiduamente, colocar os dons a serviço e causa do Reino devem ser ao mesmo tempo desejos e necessidades. Quando não se tem desejo dessas coisas, é preocupante, espiritualmente falando. Olhar com simpatia a todos os irmãos deve ser um desejo (e muitas vezes pode até contrariar nossa essencialidade), mas é, também, uma necessidade já que o homem é um ser social e não uma ilha.

Finalmente, entendemos que o homem nasce sem ver necessidade e nem desejo de ter Cristo como Senhor e Salvador. Pode ser que essa seja a tua realidade nesse momento, prezado leitor. É aí que Deus entra com seu grande poder mudando essa situação. Podemos dizer que somos livres para escolher Cristo porque Deus transformou isso em desejo. Quando Deus se torna senhor da nossa vontade, nada pode se opor a desejarmos Cristo como Senhor e Salvador. Ter Cristo se torna, pelo poder de Deus, um desejo e ao mesmo tempo necessidade e quando esses fatores se fundem em nós, passamos a viver porque foi o próprio Cristo quem asseverou: “ O ladrão vem somente para roubar, matar, e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. (João 10.10)

 Desejar ter Cristo como temos sede e desejamos água, como quando temos fome e desejamos comida é o caminho único para encontrá-lo e encontrando-o encontramos a própria vida. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS