quinta-feira, 3 de novembro de 2016

SIRVAMOS A DEUS COM ALEGRIA


“Alegrai-vos no Senhor, outra vez digo, alegrai-vos, disse Paulo”
Apóstolo Paulo
Salmo 100
       Que há pessoas entre nós que pensam na alegria com tristeza, não tenho dúvida nenhuma. Um sorriso, um olhar de simpatia, pode até ser interpretado como leviano no momento do Culto. Mas então eu fico a me perguntar o que dizer diante do texto no qual o Salmista afirma: “Celebrai com júbilo ao Senhor todas as terras. Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico”. (Salmo 100.1-2)

       Por que será que o Culto tem que ser vazio de emoções, se tratamos de verdades que nos emocionam? Por que será que não podemos bater palmas, como se isso fosse um equívoco teológico, quando na maioria dos casos é mais expressão de nosso preconceito do que qualquer outra coisa? Por que nos deixamos possuir pela discriminação contra esse ou aquele instrumento musical se há pessoas que empunham a Bíblia em púlpitos e fazem mais estrago com isso do que qualquer instrumentista ou instrumento?

       Deus é responsável por nossa Salvação. E se é Deus quem nos salva, estamos salvos. A salvação não se perde, porque se isso fosse possível não seria salvação. Deus e nós somos responsáveis pela santificação. A santificação é uma obra feita a duas mãos; a mão do Divino e do Humano. Deus coloca sob nossa disposição todos os recursos úteis e necessários para nossa santificação. A oração, celebração dos Sacramentos (Ceia e Batismo), a leitura e meditação na sua Inspirada Palavra, a Comunhão dos Santos, são todos utilíssimos e indispensáveis para nosso processo de santificação. Salvação é da economia divina; santificação é uma co-produção Divina/Humana, mas serviço (liturgia, adoração, culto), é da inteira responsabilidade de todos os eleitos de todos os tempos.

       Quando o Salmista conclama a que o povo sirva a Deus com alegria ele está se referindo exclusivamente ao momento do Culto. Culto é momento de alegria mesmo diante da tristeza com a qual confessamos, envergonhados, nossos pecados.

       Uma das formas extraordinárias com a qual demonstramos nossa alegria é quando cantamos. Eu mesmo, prezado leitor, tenho meu violão como companheiro quando a tristeza quer se instalar em meu coração. Nada melhor do que tocar e cantar uma canção de louvor ao Deus Redentor.

    Que Deus nos abençoe em nossa alegria ao servi-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS