terça-feira, 13 de dezembro de 2016

A IGREJA (4) - BÍBLIA, A VERDADE.


“Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade”. João 17.17

A Igreja Cristã tem um livro, um “manual”. Esse livro é a Bíblia Sagrada. É a Bíblia que tem autoridade sobre a Igreja e não o contrário. A Igreja nasce da revelação e não o contrário. A autoridade desse livro que chamamos Bíblia, Escritura Sagrada, Livro Santo, reside no fato de que ela é uma coleção de livros (Bíblia = Biblioteca) escritos por homens, mas homens inspirados por Deus para que registrassem em suas várias modalidades, a sua vontade, sua lei, seus desígnios. O texto de 2 Pedro 1.20,21 é notável: Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, porquanto, jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens santos falaram da parte de Deus, orientados pelo Espírito Santo”.

Ao lermos a Bíblia, Deus abre sua boca e fala aos nossos corações. Por se tratar da Palavra de Deus, a Igreja Cristã a tem como única regra de vida, fé e prática (II Timóteo 3.16,17). Quero dizer a quem lê esses meus artigos que se você não crê que a Bíblia é a Palavra de Deus, então tudo o mais que vou dizer não fará sentido para você.

A Bíblia é o livro que revela o ser de Deus como em nenhum outro lugar. A natureza pode revelar a existência de um criador, mas a Bíblia nos revela quem é esse criador. Somente a Bíblia revela o que de Deus podemos e devemos saber. Ler a Bíblia é importante porque é nela que você encontra a notícia mais maravilhosa que nossos corações anseiam ouvir, ou seja, que Deus em Cristo pagou o preço dos nossos pecados, morrendo a nossa morte para nos dar a vida eterna (João 10.10). Essa mesma Bíblia é que nos ensina como andar nessa vida aqui de tal maneira que Deus se agrade de cada um de nós.

Hoje temos visto muitas Igrejas que se auto intitulam “igrejas evangélicas”, mas que não praticam os ensinamentos bíblicos e têm cometido os mesmos erros da Igreja a qual os Reformadores do Século XVI confrontaram. Uma Igreja Cristã que não é Bíblica é uma contradição, um paradoxo.

John Wesley que findou a Igreja Metodista na Inglaterra no século XVII apresenta a seguinte equação: “A Bíblia deve ser fruto de homens bons ou anjos, de homens maus ou demônios, ou de Deus. Não é possível, no entanto, que homens bons ou anjos desejassem ter escrito um livro e incluir nele mentiras enquanto escreviam: “Assim disse Deus”, quando na verdade era uma invenção deles. Não pode ter sido escrita por homens maus ou demônios, porque estes não iriam escrever um livro que manda fazer o bem, proíbe todo pecado e condena suas almas ao inferno pela eternidade. Portanto, a Bíblia deve ser fruto da inspiração Divina”.

A Igreja usa a Bíblia para orientar na forma mais adequada de adoração, para educar o cristão para o pleno desempenho de sua cidadania celestial mesmo vivendo na terra e para testemunhar a respeito de Jesus como único e suficiente salvador. A Igreja se apoia na Bíblia ao dizer que só há um mediador entre Deus e os homens – Cristo Jesus (I Timóteo 1.5). A Igreja se apoia na Bíblia quando ensina que todos os homens são pecadores e por isso pecam. É assim que todos os homens nascem – como pecadores (Romanos 3.23). A Igreja enfatiza que Deus se apresenta como Trino, ou seja, são três pessoas da mesma essência e o mesmo Deus – Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. A Igreja crê e ensina que Jesus morreu, foi sepultado e ressuscitou. A Igreja crê e prega a Ressurreição de Jesus e ensina, com base na Bíblia que assim como Jesus ressuscitou todos os que creem Nele como Salvador e Senhor haverão de ressuscitar no dia glorioso da Volta de Jesus. Todas essas verdades e outras tantas são emanadas da Bíblia Sagrada e são o alicerce da fé do Cristão. Aquilo que a Bíblia ensina deve ser praticado.

A Igreja Cristã verdadeira anda nos trilhos da Palavra de Deus. A Bíblia é a verdade que sustenta a alma e o coração humanos. A Bíblia não é um livro de ciência, mas ela tem suficiente informação para todo coração aflito e perdido que busca o salvador. A Bíblia fala de Jesus como sendo a semente da mulher que é ferida no calcanhar pela serpente, mas essa mesma Bíblia diz que a semente da mulher, mesmo ferida, pisou a cabeça da serpente. Quando Jesus morreu na cruz do Calvário a serpente, Satanás feriu a semente da mulher (Jesus). Porém, a semente da mulher, mesmo ferida, tendo recebido a aprovação e o poder do Pai, deu seu golpe definitivo ao sair do túmulo ressurreto.

Como disse D.L. Moody o renomado evangelista do século XIX a respeito da Bíblia: “Ou este livro me afasta do pecado ou o pecado me afasta deste livro”.

Se você conhece uma igreja que não prega essas verdades, que negligencia a Bíblia, então ela não é um a Igreja Cristã de verdade.

Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS