quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

ADORAÇÃO


A adoração é um ato no qual os eleitos reconhecem a unicidade de Deus no mistério da Triunidade de Deus, ou seja, temos um só Deus que se apresenta em três pessoas distintas, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. É a esse Deus adoramos.

Na adoração que prestamos a Deus, reconhecemos também a sua invisibilidade e por isso não fazemos uso de nenhuma imagem física ou mental de Deus. Deus é Espírito e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

Na adoração que os eleitos prestam a Deus, eles consideram o quão santo é o seu nome e por isso ao cantar, ao orar, ao meditar, ao celebrar os sacramentes e ao fazer os seus votos, eles fazem tudo isso com profundo temor, reverência e respeito à Jeová, Elohim, Elion, El Shadai e a todos os nomes de Deus que encontramos revelados nas Escrituras e que apontam para seus atributos e poder.

Na adoração que eu e você, como eleitos de Deus, prestamos a Deus, nós consideramos o quão santo é o Dia do Senhor. Temos sete dias que compõem a semana, mas um dentre esses sete dias, deve ser um dia total e cabalmente consagrado e santificado a Deus. Um dentre sete dias deve ser considerado sagrado, extraordinário no que consiste o nosso pensar sobre Deus de tal maneira que todas as nossas potencialidades, energias e capacidades, são utilizadas como testemunho ao mundo de que temos um Deus e que esse Dia lhe pertence. Negligenciar tal princípio é incorrer na quebra do quarto mandamento.

Adoração não é entretenimento. Adoração não é momento para darmos demonstrações de nossas habilidades seja em que área for da vida. Adoração não é momento no qual damos demonstrações do quanto nossa família é repleta de talentos e dons. Adoração não é momento onde damos demonstrações do quanto conhecemos teologia ou do quanto somos importantes para Deus, pelo contrário, adoração é o momento no qual nos ajoelhamos diante do Deus santo reconhecendo nossa miséria e total dependência e também do quão absolutamente esse Deus é importante para nós. 

Adoração não se resume ao ato de cantar hinos, corinhos, cânticos espirituais. A adoração é uma ato litúrgico no qual oramos, cantamos, celebramos sacramentos, ofertamos e meditamos na Escritura Sagrada na esperança de que a Palavra de Deus com seu poder nos transforme em discípulos de Jesus seu Filho. Adorar é momento de alegria, júbilo em atos de temor e reverência. Adular não é adorar. Adorar é a atitude do coração contrito que teme e treme diante do Deus e lhe oferece de bom grado tudo o que tem e é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS