terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

ATOS DOS APÓSTOLOS – 5º ATO – A PRIMEIRA COMUNIDADE DE CRISTÃOS - Atos 2.41-47


ATOS 2.41-47
Alguém já disse com muita propriedade que “um sermão pregado por alguém cheio do Espírito Santo, produziu a conversão de 3.000 pessoas e 3.000 sermões de uma pessoa cheia de si mesmo não é capaz de produzir sequer uma conversão”.

O que temos aqui é Pedro, aquele que negou Jesus três vezes de forma vil e covarde. Algo aconteceu com esse homem. Agora ele está cheio do Espírito Santo e explica que ninguém está cheio de bebida, mas sim cheios do Espírito Santo e que por isso falam as grandezas de Deus. O resultado era aquele que Deus preparou desde os tempos eternos – uma santa colheita. Eram as primícias dos convertidos.

E eles foram batizados. Não por imersão com a mais absoluta certeza. Amo meus irmãos batistas (alguns deles não me acham irmão), mas dizer que 3.000 pessoas foram batizadas por imersão é forçar demais a barra. Tenho por certo que foram batizados por aspersão. Bem, não vou discutir essa questão aqui. Imersão ou aspersão, a verdade é que foram batizados e passaram a compor a nova comunidade de santos que vai ser retratada de uma forma exuberante por Lucas no texto de Atos 2.42-47.


Lucas oferece, em Atos, alguns relatórios de como a comunidade de cristãos, a Igreja, ia se desenvolvendo e sendo inserida no contexto da sociedade do mundo daqueles dias. Aqui temos o primeiro relatório.

Nessa passagem temos a prescrição, a receita, o modelo de crescimento e revitalização de uma Igreja. Há tantos congressos sobre crescimento de Igreja, mas nenhum deles é superior a esse descrito por Lucas nesse seu primeiro relatório sobre a Igreja Cristã primitiva. Se qualquer comunidade cristã deseja crescer, é preciso olhar para esse texto, considera-lo e vivenciá-lo. Vamos a ele:

1. Era uma comunidade. Não havia cristãos com carreira solo como alguns pretendem ser hoje. O que se evidencia aqui é a comunidade.

2.Havia liderança espiritual. Os apóstolos (os 12) eram os responsáveis por orientar espiritualmente aquela Igreja.

3. Não havia templo como hoje. Mesmo com dificuldades eles tinham identidade comunitária. Reuniam-se nas casas ou no pátio do templo.

4. Era uma comunidade composta em sua grande maioria ou mesmo totalidade, de judeus convertidos ao cristianismo.

5.  Os membros perseveravam na doutrina (no ensino) dos apóstolos; perseveravam na comunhão; no partir do pão e nas orações. Portanto, a comunidade era tida por eles com muito zelo e consideração.

6.   Eram crentes em cujos corações havia o temor de Deus.

7.Muitos prodígios e sinais eram feitos, não pela membresia, mas pelos apóstolos. É importante frisar esse ponto.

8.Eles estavam sempre juntos, mas o que fazia deles uma comunidade de verdade era que eles tinham tudo em comum.

9.  Eles eram generosos e solidários. Eles se desfaziam de alguns bens que possuíam para poderem ajudar os mais carentes na comunidade. E faziam isso não por obrigação, mas voluntariamente.

10.Por serem judeus eles ainda iam ao templo, não mais para a prática litúrgica do judaísmo. Eles não iriam mais comemorar a Páscoa. Agora eles celebram a santa eucaristia, a Ceia do Senhor. Eles faziam isso com leveza de alma, com alegria e prazer e com singeleza de coração.

11.  Eles louvavam a Deus e contavam com a simpatia de todo povo. Por isso a Igreja crescia dia a dia.

Eis aí a prescrição para o crescimento da Igreja.

É fácil de entender; difícil de tornar isso em prática em nossas vidas eclesiásticas.

Que Deus abençoe as Igrejas locais e que elas busquem imitar essa comunidade padrão porque, com a mais absoluta certeza, o crescimento será real.

Amém. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM-VINDO E BOA LEITURA!

Fico feliz em que você visite o Blog Conteúdo. Faço parte dessa comunidade de gente que gosta de escrever e expor o que escreve sem nenhum receio de ser lido e contestado. Fique a vontade nessa minha sala de leitura. Espero, sinceramente, que meus escritos ajudem você de alguma maneira, mas principalmente do ponto de vista espiritual. Se você quiser me ajudar ore por mim e peça a Deus que me mantenha firme na fé cristã. Se você não é um cristão como eu, eu gostaria de conhecer você e falar para você sobre minha fé. É só ir na seção dos comentários e fazer contato.

Um abraço.


FAMÍLIA.....

FAMÍLIA.....
O MAIOR PATRIMÔNIO DE UM HOMEM É SUA FAMÍLIA

FILHOS

FILHOS
QUERIDOS